Angola Cables inaugura Ponto de Interligação em Fortaleza

angola
O tráfego de internet na cidade saltou 400% em 2018 (227 gigabits) e deve disparar em 2020 para 600 gigabits de dados por segundo Foto: Rogério Lima

A Angola Cables anuncia mais uma iniciativa que inclui infraestrutura da companhia multinacional no Ceará. Um novo ponto de interligação ao PTT (Ponto de Troca de Tráfego) foi lançado, também conhecido como PIX, no Data Center localizado na Praia do Futuro, na Capital cearense. O PIX faz parte da malha de conectividade do IX.br (Brasil Internet Exchange) de Fortaleza, uma iniciativa do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) e do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) que promove a infraestrutura necessária para a interligação direta, em uma região metropolitana, de redes que participam da Internet no Brasil.

A partir de agora, o tráfego de informações dos clientes da empresa ficará alocado em um único ponto da região, no Data Center AngoNAP. Desta forma, serão beneficiados com diversos outros serviços, como acesso a alta capacidade de tráfego de rede, trânsito IP de alta qualidade, acesso a redes de internet ao redor do globo, soluções de cloud e a todo ecossistema proporcionado pelo Data Center, assim como o acesso aos cabos submarinos Monet, SACS e WACS, que oferecem a menor latência entre as Américas, África e Europa.

“Considerando que a Angola Cables tem como propósito fomentar um completo HUB de Telecomunicações e um ecossistema de Tecnologias da Informação e Comunicação em Fortaleza, dispomos agora de um PIX que vai tornar o Data Center um verdadeiro marketplace para os clientes da região”, avalia Victor Adonai Costa, novo Diretor-Regional da Angola Cables no Brasil.

"O IX.br de Fortaleza tem se consolidado como um dos maiores  Pontos de Troca de Tráfego Internet do Brasil e, nesse contexto, a inauguração do PIX da Angola Cables contribui para melhorar a qualidade da interligação entre as redes que formam a Internet, beneficiando não só a cidade de Fortaleza, mas toda a região Norte e Nordeste do País", destaca Milton Kaoru Kashiwakura, Diretor de Projetos Especiais e de Desenvolvimento do NIC.br.

Tráfego de internet

O investimento na construção do novo Ponto de Interligação do IX.br vai beneficiar também todo o tráfego de internet de Fortaleza, o terceiro maior e mais importante do País, que já movimenta 227 gigabits de dados por segundo. A cidade cresceu 400% em tráfego de internet em 2018. A expectativa é que em 2020 a cidade passe a movimentar cerca de 600 gigabits de dados por segundo.  Apenas para fins de comparação, o segundo lugar do ranking é o Rio de Janeiro, com circulação de 1.14 terabits por segundo. A primeira posição é de São Paulo, com 5.36 terabits por segundo.

Dentro do PIX, seus usuários tais como provedores de acesso à Internet e empresas de serviço de streaming estarão ligadas diretamente a 174 outras redes. “Percebemos que cada vez mais empresas que precisam trafegar dados buscam companhias de telecom que, além de fornecer infraestrutura avançada e soluções inovadoras de transmissão de dados, possam ofertar um ecossistema completo  e integrado, como é o caso do Data Center da Angola Cables de Fortaleza, que está ajudando a transformar o panorama digital e de conectividade no Hemisfério Sul”, explica Victor.