Biosseguraça: UFC inaugura laboratório de quase R$ 1,5 mi

img1
O novo laboratório representa um marco para os estudos em virologia no Estado do Ceará (Foto: Ribamar Neto/UFC)

Uma nova estrutura no Campus do Porangabuçu representa "um marco na pesquisa em virologia no Estado do Ceará", diz o diretor da Faculdade de Medicina da UFC, prof. João Macedo. Trata-se de um laboratório que será inaugurado, nesta quinta-feira (17), às 9h30min, no Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos, o Laboratório de Bioagentes Patogênicos de Nível de Biossegurança 3 – NB3 – NBA3. O equipamento nasce com um investimento aproximado de R$ 1,5 milhão.

Virologia

O laboratório permitirá pesquisas com manipulação de amostras de vírus ativos, como o SARS-CoV-2, causador da covid-19, além de fungos e bactérias potencialmente ocasionadores de infecções letais.

Legado

Paradoxalmente, o laboratório que tantos benefícios trará para sociedade com mais pesquisas científicas pode ser considerado um legado da terrível pandemia de covid-19, que já fez mais de 630 mil mortos no Brasil e ultrapassou os 25 mil casos letais no Ceará. O diretor da FAMED explica que o laboratório nasceu a partir da necessidade de estudos mais avançados com bioagentes de grande poder de transmissão e que exigem um nível de segurança maior.

"Com a implantação desse laboratório vamos poder estender as pesquisas com o SARS-CoV-2 para [agentes de] outras viroses que são endêmicas no Brasil e representam um grande desafio em termos de saúde pública, como os vírus da chikungunya, da zika e outros", informa João Macedo. Ele ressalta que, embora esteja sediado na FAMED, o laboratório poderá servir a pesquisadores de outras unidades da UFC e há perspectivas de colaboração também com outras universidades.