Serviços e turismo sofrem no Ceará; mais negócios fecham

tekas
Os mais recentes encerramentos de atividades em Fortaleza vieram do Tekas Buffet e operações em shoppings

Se de um lado a pandemia acelerou e beneficiou o delivery e o comércio digital, setores ligados ao turismo, eventos e diversão, como buffets, amargam perdas que se acumulam.

Os mais recentes encerramentos de atividades em Fortaleza vieram do Tekas Buffet e de cafeterias e de operações no RioMar e North Shopping, como a Pizza Hut. Com a pandemia, isolamento rígido e horários mais apertados de funcionamento, além do pagamento de obrigações como condomínio, muitos negócios não estão suportando.

Após 57 anos de operação e 15 meses sem eventos “o Tekas Buffet encerra suas atividades agradecendo aos clientes, amigos e profissionais que ajudaram a escrever essa história tão bem vivida e que continuará sendo contada pelos seus êxitos e acertos”, informou a empresa nas redes sociais.

Impacto em outros estados

Em março de 2021, o índice de atividades turísticas no Ceará apontou retração de 20,3% frente ao mês imediatamente anterior, queda mais intensa desde julho de 2020 (-27,1%). O segmento de turismo vinha mostrando recuperação entre agosto de 2020 e janeiro de 2021, com avanço de 116,0%, mas sofreu novo revés neste mês.

Todos os 12 locais pesquisados acompanharam a retração verificada na atividade turística nacional (-22,0%). A influência negativa mais relevante ficou com São Paulo (-21,5%), seguido por Rio de Janeiro (-17,2%), Paraná (-26,5%), Minas Gerais (-17,4%), Santa Catarina (-26,2%) e Pernambuco (-24,9%).