EUA liberam entrada a brasileiros; turismo deve crescer 38%

ny
A projeção do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) é que haja um crescimento de 38% no impacto do PIB do Turismo na América do Norte ainda este ano

A partir desta segunda-feira, 8 de novembro, os Estados Unidos abrem as fronteiras para 33 países, mas exigem comprovante de vacinação contra a Covid19, excetuando para crianças e adolescentes de até 17 anos que devem apresentar um teste negativo da doença. Além disso, os consulados dos EUA no Brasil reabrem a concessão de vistos na mesma data.

Crescimento do turismo

A projeção do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) é que haja um crescimento de 38% no impacto do PIB do Turismo na América do Norte ainda este ano com a liberação da entrada de visitantes estrangeiros. A expectativa é que a atividade turística nos EUA recuperem US$ 1,7 trilhão.

O governo dos Estados Unidos divulgou, no dia 25 de outubro, os detalhes sobre a nova política para entrada de viajantes internacionais no País. Este anúncio coloca em prática uma política de viagens internacionais consistente no mundo todo e focada na saúde pública dos norte-americanos e visitantes.   

Vacinas aprovadas 

Em relação à vacina, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) determinou que as vacinas aprovadas pela FDA e OMS para uso emergencial serão aceitas, incluindo o mix de vacinas. Confira a lista completa no site da OMS: https://extranet.who.int/pqweb/vaccines/covid-19-vaccines [extranet.who.int] 

A nova política também define que todos os viajantes completamente imunizados terão que apresentar um teste negativo de Covid-19 feito até três dias antes do embarque. A determinação ressalta, também, que os viajantes não vacinados (cidadãos norte-americanos, residentes permanentes legais) deverão apresentar um teste negativo de até um dia antes do embarque.