Turismo no CE cresce 19,5% e segue a trilha para recuperação

img1
Apesar do crescimento na atividade turística no Estado ter sido expressivo em maio, acima da média do País, o Ceará ficou em 6º lugar entre as localidades pesquisadas

Em maio de 2021, o índice de atividades turísticas no Ceará registrou expansão de 19,5% frente ao mês imediatamente anterior com ajuste sazonal, dando continuidade à recuperação observada em abril de 2021 (3,5%).  

No indicador acumulado de janeiro a maio de 2021, o agregado especial de atividades turísticas no Ceará apresentou uma retração de 17,4% frente a igual período de 2020.  No acumulado de 12 meses, o Ceará registrou uma variação de -37,2% em maio de 2021.

A recuperação do setor em maio deste ano fez o Estado ficar acima da média nacional (18,2%), inclusive dos estados do Rio de Janeiro (18,5%), Pernambuco (16,8%), Santa Catarina (13,3%) e Paraná (11,7%). 

Apesar do bom desempenhou, ficou atrás da Bahia (52,6%), Distrito Federal (49,3%), Rio Grande do Sul (46,9%), Espírito Santo (37,3%), Minas Gerais (34,4%), São Paulo (30,3%) e Goiás (26,1%).

Receita das empresas

Na comparação com maio de 2020, o volume de atividades turísticas no Estado avançou para 116,1%, impulsionado, principalmente, pelo aumento na receita de empresas que atuam nos ramos de transporte aéreo, rodoviário coletivo de passageiros, locação de automóveis, restaurantes, hotéis e serviços de bufê. Lembrando que, diante da pandemia, a base anterior era baixa.

Perdas
 
 Nesse sentido acumula as maiores perdas advindas desse setor junto a São Paulo (-14,9%), Paraná (-7,3%), Minas Gerais (-5,3%) e Rio de Janeiro (-2,2%). Em sentido oposto, Goiás (15,4%), Pernambuco (6,1%) e Bahia (4,2%) apresentaram as principais contribuições positivas sobre o índice de turismo.