Termaco Logística vai investir R$ 2,5 mi em unidades do NE

img1
Empresa fechou 2020 com crescimento de 10% no faturamento em comparação a 2019 e estima crescer até 15% este ano

A Termaco Logística vai investir R$ 2,5 milhões na modernização de quatro das suas unidades no Nordeste, ampliando a capacidade para atender os diversos segmentos na área de soluções logísticas. Em fevereiro, a empresa entregou as novas unidades de Maceió (AL) e João Pessoa (PB) e até agosto, a previsão é que as filiais de Teresina (PI) e São Luís (MA) estejam prontas. 

De acordo com o diretor geral da Termaco Logística, André Arruda, as novas estruturas proporcionam aumento na produtividade. “Para atender a demanda que vem crescendo, estruturamos espaços mais modernos alinhados a um layout que nos permita produzir mais e, consequentemente, entregar mais para os nossos clientes”, destaca. 

Tecnologia

Começando em março, a Termaco Logística vai modernizar seus processos através da implantação do Transport Management System (TMS), ou Sistema de Gerenciamento de Transporte. A solução tecnológica moderniza a gestão de transportes a partir de um controle maior das informações e rapidez na execução das atividades. 

Ele ainda aumenta a qualidade e a produtividade da atividade devido ao monitoramento completo da operação, com informações como: custos de frete; roteiro de viagem; volume de entregas; rastreamento de cargas; documentos fiscais; performance de motoristas e veículos, além de fazer a gestão dos volumes de ponta a ponta da cadeia com uso de código de barras e coletores em 100% das operações, entre outros. 

Outra novidade é a utilização de um aplicativo para uso de todos os motoristas em rotas de entregas. A ferramenta permite uma roteirização de entrega e coleta, com integração ao sistema de gestão da empresa, otimização da frota e agilidade na operação. 

Através do app, os motoristas recebem a rota ideal, com possibilidade de análise do tempo de atendimento e correções de rota em tempo real e fazer a confirmação da entrega de forma imediata. Isso permite que os clientes consigam rastrear as entregas realizadas, além de proporcionar redução de custos e ganho de produtividade dos entregadores.


Logística x Covid19


O setor de logística foi um dos mais impulsionados pela crise gerada pela Covid-19 no mundo todo. O isolamento social manteve grande parte da população em casa, mas não diminuiu sua necessidade – e o desejo – de consumir. 

Considerado serviço essencial, o segmento permitiu que o mercado não parasse de atender. Apenas no primeiro semestre de 2020, o e-commerce no Brasil registrou 90,8 milhões de pedidos, um aumento de 39% em relação ao ano anterior, segundo o relatório Webshoppers da Ebit | Nielsen.


Atenta a este cenário, a Termaco Logística fechou 2020 com um saldo de 10% na receita em comparação a 2019 e estima crescer entre 12 e 15% em 2021. O diretor geral, André Arruda, destaca a importância da logística para garantir o acesso aos produtos em todo o País. 

“Para atender às demandas que o setor exige, as transportadoras têm cada vez mais investido em tecnologia e gestão com o objetivo de alcançar lugar de destaque no mercado e garantir entregas cada vez mais seguras e rápidas”, afirma.