Taxistas pleiteiam reajuste de tarifa em Fortaleza

taxi
A proposta é que a mudança ocorra no quilômetro rodado na bandeira 1, atualmente em R$ 2,38, e na hora parada, que custa hoje R$ 23,80

Em meio a reajustes em todos os segmentos, o Sinditaxi Ceará quer assegurar que a categoria de taxistas consiga praticar a elevação de tarifa.

O Sinditáxi pleiteia à Efutor estudos para promover o aumento, argumentando que a última mudança na tarifa ocorreu em 1º de março de 2016.

Custos

"São quase seis anos sem nenhum reajuste na tarifa do táxi. De lá para cá, os custos com pneus, combustível e peças subiram. Some a isso a inflação sobre os alimentos, a conta de luz, a conta de água e o custo de vida. Tudo isso acabou achatando ainda mais o orçamento familiar do taxista", destacou o presidente do Sinditaxi, Francisco Moura.

Segundo o sindicalista, ocorreu uma reunião no dia 30 de junho para tratar do assunto.

Majoração

A proposta é que a mudança ocorra no quilômetro rodado na bandeira 1, atualmente em R$ 2,38, e na hora parada, que custa hoje R$ 23,80.

O quilômetro rodado na bandeira 2 não passaria por reajuste, permanecendo em R$ 3,57. Também não haveria mudança no valor da bandeirada que hoje está em R$ 4,76.

"A Etufor se prontificou a realizar os levantamentos. Estamos bem confiantes. Se nossas projeções se confirmarem, podemos ter um reajuste de aproximadamente 20% no quilômetro rodado na bandeira 1", explicou Moura.