Inadimplência: 2,61 mi no CE têm desconto ao negociar dívida

correio
Inflação, desemprego, pandemia, guerra detonam cenário preocupante. Interessado em negociar dívida presencialmente pode ir aos Correios e fazê-lo mediante pagamento de taxa, de acordo com o Serasa

O Ceará detém 2,61 milhões de inadimplentes, dos quais 1,07 milhão em Fortaleza. O valor total dessas dívidas chega à cifra de R$ 8,6 bilhões, sendo R$ 4,05 bilhões devidos por fortalezenses.

O Estado possui a 4ª taxa de inadimplência do Nordeste, de 38%. A liderança na Região é de Pernambuco (41,10%) e o menor percentual está no Piauí (32,79%).

Os números são do Mapa da Inadimplência do Serasa, que ampliou o levantamento por regiões e abriu negociação emergencial para os devedores oferecendo toda a infraestrutura, com mais de 100 empresas credoras e também descontos de até 99%. Ação vai até o dia 31 de março online ou de forma presencial nos Correios.

Conjuntura

A inadimplência no Estado é um reflexo do que ocorre no País como um todo, diante do desemprego, alta da inflação e incertezas que devem se exacerbar com a mega elevação de preços dos combustíveis, catapultando ainda mais a inflação. O cenário foi qualificado como "absolutamente preocupante", de acordo com o executivo da Serasa, Ricardo Stefanelli. 

Piora do quadro

Nos últimos dois anos, a inadimplência no Ceará piorou no período do início da pandemia, chegando ao maior nível em abril e maio de 2020, depois caindo no fim do ano. Voltou a ter outro pico em junho de 2021 e arrefeceu no fim do ano, mas já se encontra novamente em grau recorde.

A alta no número de endividados no Ceará foi de 11% entre janeiro deste ano e igual período de 2021, enquanto na Capital cearense atingiu 8%. O valor médio das dívidas dos cearenses é de R$ 1.089, enquanto os fortalezenses têm obrigações em atraso em média de R$ 1.215. No País, cada inadimplente possui em média três dívidas em atraso (R$ 4.022,52, o equivalente a mais de 3 salários mínimos, no Nordeste R$  3.146,74 (quase 3 mínimos).

A quem o cearense deve mais

As principais dívidas dos cearenses nessa condição são com instituições financeiras/bancos e cartão de crédito, representando 33,6%. Depois, aparecem as contas básicas, de água, luz e gás (22,1%) e, em seguida, vem o comércio (11,6%).

Nordeste

No Nordeste são 16 milhões de inadimplentes do Nordeste que podem renegociar as dívidas no Feirão Serasa Limpa Nome emergencial. Em apenas 12 meses, o número de devedores na Região cresceu quase 1 milhão, colocando  37,83% da população adulta na inadimplência.

O valor total das dívidas dos inadimplentes na Região atingiu o patamar mais alto da pandemia, chegando a R$ 50,5 bilhões.  O valor médio dessas dívidas por inadimplente é de R$ 3.146,74,  ultrapassando dois salários mínimos.

As ofertas, de bancos, empresas de telefonia, varejo, universidades e outros segmentos, estão disponíveis especialmente nos canais digitais da empresa, onde a negociação dos débitos pode ser realizada em até três minutos. 

No total, mais de 33 milhões de dívidas poderão ser negociadas, sendo que mais de 20 milhões dos débitos poderão ser negociados por até R$ 100,00 e mais de 15 milhões poderão ser quitados com apenas R$ 50,00.

Inadimplência no País

Ainda que o fim do último ano tenha gerado a expectativa de retomada econômica com o retorno das atividades após quase dois anos de pandemia, o mês de janeiro de 2022 surpreendeu com indicadores negativos de inflação, renda e aumento no número de negativados. O número de inadimplentes chegou a 64,82 milhões, volume próximo ao pico da pandemia registrado em abril de 2020.  

De acordo com a gerente do Serasa Limpa Nome, Aline Maciel, o Mapa da Inadimplência e Renegociação de Dívidas no Brasil, elaborado pela Serasa, revela que o valor total das dívidas no País é de  R$ 260,7 bilhões – R$ 2 bilhões a mais do que em abril de 2020: “O início de 2022 se mostrou muito mais desafiador do que o esperado. Por este motivo, anunciamos a edição emergencial do Feirão Serasa Limpa Nome, que tradicionalmente ocorre no final do ano, como oportunidade para ajudar a minimizar o crescimento dos números de dívidas e de endividados”, afirma Aline. 

Quem negociou

Na última edição do Feirão Limpa Nome, em novembro de 2021, mais de 4 milhões de brasileiros conseguiram negociar suas dívidas atrasadas e negativadas: “Foram milhares de pessoas em busca de renegociações, centenas de parceiros com ofertas  diferenciadas e inúmeras histórias de recomeço”, lembra Aline. 

Serviço

A consulta e renegociação das dívidas digital e gratuita

•    Site: feiraolimpanome.com.br  

•    App Serasa no Google Play e App Store 

•      Ligação gratuita 0800 591 1222 

•      WhatsApp 11 99575-2096   

Negociação presencial nos Correios

Para quem prefere o atendimento presencial, a Serasa conta com a parceria de mais de 7 mil agências dos Correios pelo país, que oferecem as mesmas condições e descontos especiais do Feirão Limpa Nome,  mediante o pagamento de uma taxa de R$ 3,60. 

Saiba mais