Senac: cursos rápidos ensinam a alavancar negócios digitais

branded
Mercado atual exige que empreendedores invistam em ferramentas online que auxiliam na geração de vendas Foto: Freepik

O mundo é cada vez mais digital, e se havia alguma dúvida de que essa realidade também chegou para os pequenos negócios, o último ano provou isso. Com os impedimentos para abrir lojas físicas em diversos períodos da pandemia, ficou ainda mais importante aprender a usar as ferramentas digitais para conquistar o público e gerar vendas. No entanto, ter sucesso num mundo com tanta concorrência nem sempre é simples.  

Perfis viram vitrines

Para micros e pequenos empreendedores que muitas vezes não têm como pagar um profissional para cuidar de sua presença nos meios digitais, pode ser um desafio conseguir mostrar seus produtos de forma convincente e eficiente nas redes. Por isso, muitos deles apostam em cursos rápidos que ensinam de forma prática a transformar perfis em verdadeiras vitrines e até a começar a vender pela internet.

Loja virtual 

Veneridiana Valentim de Oliveira é microempreendedora e montou uma loja na sua casa, em Icó, a Vera Presentes. Quando começou a pandemia, ela se viu com bastante produtos estocados e parados, pois não podia realizar nem receber visitas dos clientes. Decidiu fazer o curso Como Vender nas Redes Sociais em 2020 para ter mais um canal de vendas e diz que foi sua “salvação”.

“Eu não sabia como usar a Internet para fechar vendas e esse foi meu objetivo ao me matricular no curso”, lembra. “Hoje, a minha página no Instagram é uma verdadeira loja virtual”, diz orgulhosa. E complementa: “Até vídeos eu faço!”. Vera ressalta que as aulas conduzidas pela instrutora abriram a mente dela como empreendedora para as possibilidades nas plataformas virtuais.

Juliana Araújo é artesã e transformou dons e habilidades em negócios. Criadora da marca Luna Manjari, de arte tecida em nós entrelaçados, ela hoje comercializa sua produção para todo o Brasil. “Eu era totalmente alheia às redes sociais, mas agora faço do Instagram uma vitrine para divulgar e vender minha arte”, conta.

Aprendendo em casa

Tudo começou quando ela resolveu se qualificar e investiu no curso remoto Como Vender nas Redes Sociais, que fez parte da primeira edição da Jornada de Negócios Digitais do Senac. “A gente aprende desde a definição do público-alvo e as formas de interação, até as diversas possibilidades das ferramentas disponíveis no Instagram, como os stories e o Reels”, diz.

Além da didática, ela achou interessante a proposta da instrutora Juliana Carvalho de conhecer o perfil dos alunos e trazer para a turma materiais voltados para os seus empreendimentos. “O curso remoto não deixa nada a desejar. Nos sentimos acolhidos e tivemos toda a assistência da instrutora, além disso o conteúdo é muito rico e fica à disposição dos alunos. Eu já fiz três cursos no Senac porque além de adquirir novos conhecimentos, é sempre uma boa experiência”, afirma.

Na prática, Juliana viu o Instagram da sua marca se transformar e as vendas aumentarem. De acordo com a artesão, “a minha página agora é profissional e passa mais credibilidade aos clientes. Para quem está começando, é comum pensar que não vai conseguir assumir o gerenciamento das suas redes sociais, por ser algo novo. Mas a principal contribuição do curso é justamente levar esse conhecimento e dar autonomia para o empreendedor”, garante.

Para quem também quer aprender as técnicas para alavancar seus negócios através da internet, o Senac Ceará está com inscrições abertas para a Jornada de Negócios Digitais. Clique aqui e conheça os cursos.