Histórias de quem começou de novo no mercado de trabalho

img1
Antônio Isaac Ferreira investiu no curso Técnico em Enfermagem. Caroline Souto já tinha uma graduação quando voltou para a sala de aula. Já Larissa Lopes estuda Publicidade 

Se destacar na sua área de atuação, atualizar o currículo para conseguir uma vaga no mercado ou abrir o próprio negócio exigem dedicação, planejamento e qualificação. Em 2016, Antônio Isaac Ferreira investiu no curso Técnico em Enfermagem, no Senac Crato, e deu início a uma carreira bem-sucedida na área da Saúde. “Hoje eu moro em São Paulo e trabalho para dois hospitais de grande porte”, comemora. Um deles é referência em todo o país e Top 50 no mundo, o Albert Einstein.

Caroline Souto já tinha uma graduação quando voltou para a sala de aula. “Já faz um tempinho que concluí a faculdade e, como nessa área sempre há algo mais a aprender, resolvi investir em uma qualificação profissional”, conta a jovem de 27 anos, que fez o curso de Cozinheiro no Senac Reference e hoje trabalha no Hard Rock Café Fortaleza.

Já Larissa Lopes estuda Publicidade, mas vem de uma família de mulheres artesãs de Sobral. Sempre ajudou a mãe e as tias na confecção de produtos artesanais, mas a partir do curso de Personal Stylist, no Senac Centro, que descobriu seu propósito. Em busca de ampliar seus conhecimentos na área fez o curso remoto de Introdução à Moda Sustentável e decidiu empreender.

“Uni moda e sustentabilidade para criar acessórios com produção limpa. Uso materiais como palha, vidro Murano e agora com miçangas de cerâmica fria que eu mesma produzo, evitando assim o descarte de resíduos como o plástico”, conta a criadora da marca Tropicana. Hoje ela produz suas peças em casa e vende on-line, mas também em feiras de economia criativa e em uma loja colaborativa. Além disso, desenvolve criações exclusivas em parceria com marcas como Studio Orla e Nêga Maluca.

Educação para o mercado de trabalho

Para o segundo semestre, o Senac Ceará está com mais de 270 turmas com inscrições abertas, em diversas áreas, como Saúde, Moda, Beleza, Gastronomia, Informática, Idiomas, Gestão e Comércio. Os cursos presenciais vão desde formações básicas até os Técnicos, abrangendo ainda aperfeiçoamentos profissionais, e acontecem nas unidades de Fortaleza (Centro, Reference e RioMar), Maranguape, Juazeiro do Norte, Crato, Sobral, Itapipoca, Aquiraz, Quixadá, Iguatu e Cedro. É importante ressaltar que a instituição segue todos os protocolos para combate ao coronavírus.

A volta das aulas presenciais viabiliza a prática nos laboratórios pedagógicos, proporcionando toda infraestrutura e o equipamento necessário para os alunos.  “O profissional sai pronto para o mercado, dominando as técnicas para realizar o trabalho com segurança e qualidade”, garante o gerente de Desenvolvimento e Tecnologia Educacional, Sidarta Cabral.

Preparação

Além disso, o gerente defende que “preparar para o mundo do trabalho também diz respeito a desenvolver competências sócio emocionais, lidar com o diferente, mediar conflitos, exercitar a empatia, estimular a cooperação e a colaboração entre pares, essas entre outras habilidades têm um ‘sabor diferente’ nos formatos presenciais, nas discussões em grupos”.

E completa: “É no olho no olho que um líder se destaca no grupo para mediar um conflito, é observando a postura corporal do colega que se percebe que ele não está confortável com uma situação, é no aperto de mão, no abraço e no sorriso que podemos quebrar uma tensão, agradecer pelo apoio ou simplesmente celebrar uma pequena conquista”.

Serviço

Mais informações: http://cursos.ce.senac.br