Sertão do CE vira celeiro de energia solar; três mega usinas

semace
Complexos de energia fotovoltaica pertencem à Enel Green Power e Uruquê Jaguaretama e serão encravados em Quixeré, Icó e Lavras da Mangabeira Foto: Divulgação

O Ceará se prepara para receber três novos empreendimentos de energia renovável. O Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema), da Semace, aprovou em sua reunião extraordinária os projetos: Complexo Solar Fotovoltaico no município de Quixeré, Usina Solar/Fotovoltaica no município de Jaguaretama, Usina Solar no município Umari.

Players

De interesse da empresa Enel Green Power Brasil Participações Ltda, o complexo fotovoltaico de Quixeré terá capacidade instalada para gerar até 241,48 MW de energia, ocupando área aproximada de 1.102,24 hectares. O parque solar será constituído de cinco subparques.

A usina de Jaguaretama é de interesse da empresa Uruquê Jaguaretama Energias Renováveis Ltda. O empreendimento possui capacidade total de 1.584,00 MW, e será dividido em 33 usinas fotovoltaicas, em uma área de quase cinco mil hectares.

Já a usina solar de Umari, também de interesse da Uruquê, possui capacidade total de 316,5 MWac, com sete usinas fotovoltaicas, num terreno de quase 1.267,65 hectares. O empreendimento também se estende entre os municípios de Icó e Lavras da Mangabeira.

Durante a reunião, os conselheiros assistiram as apresentações dos projetos. Na oportunidade foram pontuados os aspectos ambientais, metodologia, fauna, biótico, físico, social, dentre outros exigidos nos estudos e relatórios de impacto ambiental. Como parte do rito de licenciamento ambiental, a aprovação do colegiado é condição para que a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) emita a licença de instalação do projeto.

O encontro do Coema ocorreu via Youtube da Semace, e foi presidido pelo secretário Estadual do Meio Ambiente, Artur Bruno, contado também com a presença do secretário-executivo do Conselho e superintendente da Semace, Carlos Alberto Mendes.