CE é 3º exportador de rochas do País e bate recorde em julho

rochas
Somente no mês de julho, o Ceará comercializou o equivalente a US$ 4,8 milhões para o mercado internacional

O mercado cearense de rochas ornamentais bateu recorde no mês de julho. De acordo com Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), julho foi o mês de maior movimento financeiro nas exportações. No mês passado foram vendidos US$ 4,8 milhões para o mercado internacional.

O valor equivale a um aumento de 52% em relação ao mesmo período do ano passado. Até o momento, as rochas ornamentais exportadas somam em torno de US$19.3 milhões.

Santa Quitéria

De acordo com Flávio Gomes, diretor da Ceará Stones, jazida localizada em Santa Quitéria, no sertão central cearense, cerca de 70% do volume produzido tem sido enviado para o exterior, o que justifica o sucesso nas exportações.

Principais mercados

“Estados Unidos, Europa e Ásia ainda são os mercados que mais compram nossas rochas. Os quartzitos têm sido bastante procurados, mas o crescimento do Granito Branco Ceará tem chamado atenção do mercado chinês, que tem feito grandes investimentos em obras por conta da durabilidade do material”, afirma. O Ceará é o terceiro Estado que mais exporta no Brasil, ficando atrás de Espírito Santo e Minas Gerais.