Procon: disparam denúncias de preços abusivos em postos

bomba
As denúncias somaram 53 em apenas 24 horas e o Procon vai apurar os casos. Elevar preços sem justa causa é prática abusiva e pode resultar em multa de até R$ 15 milhões

As denúncias de consumidores contra postos de combustíveis foram detonadas diante do novo tarifaço no setor. De acordo com o Procon Municipal, o número passou de uma denúncia, na quinta-feira (10/03), para 53 nesta sexta-feira (11/03), um aumento de 5.200%.

A diretora do Procon Fortaleza, Eneylândia Rabelo, informou que está analisando todas as denúncias e colhendo provas sobre os reajustes de preços.

Ela também alerta que o Procon vai apurar se o aumento foi realizado antes mesmo da aquisição de um novo combustível com preço mais caro.

Segundo o Procon Fortaleza, postos e distribuidores de combustíveis não podem se aproveitar da alta procura pelo produto para elevar preços. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, elevar preços sem justa causa é prática abusiva e pode resultar em multa de até R$ 15 milhões.

Como denunciar

O Procon recebe denúncias pelo telefone 151, das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, bem como de forma virtual, em qualquer dia e horário da semana, no portal da Prefeitura de Fortaleza (www.fortaleza.ce.gov.br); e ainda pelo aplicativo Procon Fortaleza