Qualificação e empreendedorismo caminham juntos

isabelacastro
Cada vez mais mulheres investem na qualificação profissional para montar seu próprio negócio, como as ex-aluna do Senac Ceará, Isabela Castro

Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV/IBRE) aponta que a porcentagem de brasileiras à procura de vagas em 2021 foi de 16,4%, o equivalente a 7,5 milhões de pessoas. Em 2020, o índice médio anual de desemprego foi de 13,2%. 

O mesmo estudo mostra que a taxa de inserção das brasileiras no mercado de trabalho está em 51,5% e a dos homens é de um pouco mais de 71%, revelando que a presença da mulher é 20% inferior. Além disso, em 2019, a taxa de participação era de 54,3%, revelando que a pandemia afetou e ampliou essa desigualdade.  

Autonomia

Diante desse cenário competitivo e em busca da autonomia financeira e do empoderamento em suas casas e vidas, há mulheres que investem na qualificação profissional para montar seu próprio negócio, como as ex-alunas do Senac Ceará, Isabela Castro e Maria Estefânia de Lima.  

Isabela foi uma das mulheres que perdeu o emprego na pandemia. “Tudo mudou na minha vida depois que eu fiz os cursos no Senac. Eu aprendi que ser um profissional qualificado exige estudo dentro e fora da cozinha. Isso faz toda a diferença! ”, diz Isabela Castro, que fez os cursos de Bolos e Tortas; de Chocolate e Ovos de Páscoa; e o de Confeiteiro. Ao ficar desempregada, decidiu investir na marca Da Isa Cakes e hoje faz doces, bolos e tortas por encomenda, além de fornecer para empresas, principalmente em datas comemorativas.  

A Maria Estefânia de Lima trabalhava em confecções, com corte e costura, para compor o orçamento familiar, junto com seu marido. Fez curso de Modelista, em 2020, no Senac Reference para ampliar seus conhecimentos e poder modelar também. Atualmente, faz roupas femininas e acessórios – como bolsas e nécessaires – divulga seu trabalho pelas redes sociais, atende suas clientes em casa e também vende em feiras.  

Hoje ela participa de uma associação de artesãs, formada por mulheres que, em sua grande maioria, tem como única fonte de renda essa atividade. Em parceria com a iniciativa privada, elas desenvolveram um projeto de loja itinerante para comercializar seus produtos e estão produzindo peças de roupa a partir do reaproveitamento de tecidos (upcycling).  

Cursos

Para quem está buscando se qualificar profissionalmente, o Senac Ceará oferta cursos que vão desde a formação básica até a graduação tecnológica. Atualmente, está com inscrições abertas para turmas nas áreas de Gastronomia, Moda, Beleza, Comércio, Saúde e Tecnologia da Informação. Mais informações e inscrições no site https://cursos.ce.senac.br/.