Investidor do Terminal de Cargas Mucuripe terá que aportar R$ 50 mi

mucuripe
A data oficial de concessão do Terminal de Granel Sólido Vegetal do Porto de Fortaleza foi definida para 13 de agosto de 2021, na B3 em São Paulo

Definida a data oficial de licitação do Terminal de Granel Sólido Vegetal do Porto de Fortaleza, conhecido como MUC01: 13 de agosto de 2021, na B3 em São Paulo.

Aporte

Com investimentos previstos da ordem de R$ 50 milhões, o vencedor terá que melhorar a infraestrutura e equipamentos necessários para a operação, incluindo obras de derrocamento no berço 103 e aquisição de equipamento ship unloader (descarregador de navios).

O arrendamento prevê pagamentos mensais de R$ 63.231,54 mensais e mais R$ 1,54 por tonelada movimentada para a Companhia Docas do Ceará (CDC).

O edital publicado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) nesta quinta-feira, 24 de junho, prevê o recebimento das propostas até 10 de agosto.

Infraestrutura

O Terminal de Granel Sólido Vegetal do Porto de Fortaleza ocupa uma área total de 6 mil m2, com capacidade de escoamento da produção de até 769 mil toneladas até o término de vigência do contrato (25 anos) e é destinado à movimentação, armazenagem e distribuição de cargas – com destaque para o trigo.

Somente o trigo movimentado no Porto de Fortaleza respondeu, nos últimos cinco anos, pela importação de 5,8 milhões de toneladas.A carga veio, principalmente, da Argentina, Estados Unidos e Canadá.

O processo de arrendamento do MUC01 passou por audiência pública conduzida pela Antaq em julho de 2020 e, após aprovação do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA), está habilitado para avançar nesta fase final que é a licitação.

Movimentação de trigo

O anúncio acontece no dia em que a gestão técnica da Companhia Docas do Ceará completa dois anos e ainda comemora a liderança no ranking da movimentação de trigo no País no ano passado, quando o Porto de Fortaleza importou 1.201.698 toneladas, o que representa 17,8% da movimentação total do Brasil. A segunda posição ficou com o Porto de Santos (1.050.127) e a terceira com o Porto de Rio Grande (594.257 toneladas).

Conexão

“Estamos atuando para que a CDC seja cada vez mais competitiva em um ambiente de negócios cada vez mais dinâmico. Nossa vocação é conectar o Ceará com o Brasil e o mundo e contribuir com o desenvolvimento socioeconômico do estado e da capital cearense de forma sustentável, onde estamos inseridos”, diz Mayhara Chaves, diretora-presidente da CDC.