PIB do Ceará cresceu 8,65% no 1º semestre; Brasil anotou 6,4%

pib
Neste ano, a projeção é que o PIB estadual feche 2021 com crescimento da 6,24%, expectativa que, se confirmada, supera a prevista para o PIB nacional, de 5,02%

O Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará se expandiu 8,65% no primeiro semestre de 2021, acima da média do País no período, que registrou 6,4%.

No segundo trimestre deste ano, 2021, impulsionado principalmente pelo desempenho do setor industrial avançou 18,34% em relação a igual período de 2020, enquanto no Brasil a economia anotou 12,4% de crescimento.

A previsão na terceira estimativa deste ano é que o PIB estadual feche 2021 com crescimento da 6,24%, expectativa que, se confirmada, supera a prevista para o PIB nacional, de 5,02%.

Os números da economia do Ceará foram anunciados, nesta terça-feira (28), pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece).

Indústria é motor

No primeiro semestre, a indústria cearense avançou 22,92%; a construção civil cresceu 21,77%; os Serviços, 6,52%; o comércio registrou expansão de 14,22%. O desempenho foi negativo para a Agropecuária (-2,88%) e o setor de Alojamento e Alimentação (-4,35%), este último dentre os que mais sofreram com o advento da pandemia.

Especialistas

Os números da economia cearense foram apresentados pelo analista de Políticas Públicas do Ipece Nicolino Trompieri Neto, que coordenou a equipe que elaborou o PIB, formada pelos também analistas Witalo Paiva e Alexsandre Lira e os assessores técnicos Cristina Lima e José Freire Júnior, todos da Diretoria e Estudos Econômicos (Diec) do Ipece. A divulgação do PIB, a exemplo do que ocorreu no ano passado e no primeiro trimestre deste ano, ocorreu em transmissão ao vivo em decorrência do Coronavírus.