Lucro líquido da Pague Menos salta 380%: R$ 44,2 milhões

pague menos
A rede de farmácias encerrou o primeiro trimestre deste ano com 1.101 lojas distribuídas em 325 municípios, sendo 88,5% de lojas maduras

A rede de farmácias cearense Pague Menos apresenta resultados de destaque no primeiro trimestre de 2021, prestando um serviço essencial e de grande demanda nesse período de pandemia de Covid19, além de seguir seu plano de .

A empresa registrou lucro líquido de R$ 44,2 milhões, um crescimento de 380% ante igual período de 2020. 

O resultado se configurou acima das expectativas dos analistas de mercado, que projetavam um desempenho no lucro líquido de R$ 33 milhões para o período. 

A receita bruta ficou em R$ 1,9 bilhão, elevação de 8,3%. No trimestre anterior o valor registrado havia sido de R$ 1,7 bilhão.

CEO destaca otimização

“A contínua melhora de margem ao longo dos últimos trimestres é resultado, principalmente, dos projetos de otimização de custos, precificação por zonas, incremento na participação de marcas próprias e crescimento no faturamento de serviços”, observa Mario Queirós, CEO da Pague Menos.

Vendas

A rede de farmácias encerrou o primeiro trimestre deste ano com 1.101 lojas distribuídas em 325 municípios, sendo 88,5% de lojas maduras. O crescimento da venda nas novas unidades no referido período foi de 9,6% e nas lojas maduras, 8,7%, considerado consistente de acordo com a Pague Menos. 

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) dos meses de janeiro, fevereiro e março alcançou R$ 159,3 milhões, com margem Ebitda de 8,3%, alta de 1,2 ponto percentual em relação ao 1º trimestre de 2020.