CSP e Sebrae investem R$ 1,1 mi em empreendedorismo no CE

sg
Em 2020, a CSP comprou produtos e serviços de 231 fornecedores cearenses, contemplando empresas locais que atuam em 33 segmentos. Mais de 1000 pessoas já foram beneficiadas pelo Território Empreendedor em seis anos de atividades

Nunca foi tão importante empreender como forma de sobrevivência digna. A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Ceará (Sebrae-CE) deram início, neste mês de março, ao 3º ciclo do programa Território Empreendedor com R$ 1,1 milhão já empregados no projeto.

Nesta edição, negócios já formalizados de São Gonçalo do Amarante (SGA) e Caucaia serão selecionados para participar de um programa de capacitação de fornecedores, que visa potencializar a venda de produtos e serviços de qualidade para outras empresas, como as que estão instaladas no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), gerando mais oportunidades e aumento de renda dos moradores da região. A participação no programa Território Empreendedor é gratuita aos inscritos. 

Diagnóstico

O passo inicial é responder as perguntas do Diagnóstico Empresarial no link http://bit.ly/territorioCSP2021 até 31 de março. Serão avaliadas quatro áreas essenciais na gestão da empresa: Planejamento e Gestão; Finanças; Marketing e Comercialização; Inovação e Transformação Digital.

O resultado do autodiagnostico é enviado ao empresário com uma devolutiva, informando as oportunidades de melhorias em estratégia, mercado e finanças. Nas próximas etapas, o Território Empreendedor capacitará empresas selecionadas, com a oferta de cursos e consultorias sob medida para as necessidades desses negócios. O programa de capacitação de fornecedores tem foco em incentivar a economia regional. 

Amenizar a crise

O Território Empreendedor tem um investimento de R$ 1,1 milhão que objetiva também contribuir, por meio das suas ações, na amenização da crise financeira provocada pela Pandemia de Covid-19, fortalecendo os pequenos negócios existentes e promovendo o desenvolvimento sustentável na região. 

 “A CSP tem vários desafios este ano, um deles é caminhar para a sustentabilidade financeira da empresa. E queremos contribuir para trazer o desenvolvimento regional também para a região e isso será possível com a maior contratação e capacitação das empresas locais para fornecerem à siderúrgica e a outras empresas no Ceará”, enfatiza Ricardo Parente, gerente geral de Relações Institucionais, Comunicação e Relações com Comunidade da CSP. 

 “Esta parceria entre Sebrae e CSP tem como foco principal contribuir para promoção do desenvolvimento do território onde a siderúrgica está inserida, a partir do fortalecimento dos pequenos negócios locais, ajudando assim a melhorar as condições de vida e trabalho das pessoas envolvidas. É uma parceria que já se provou exitosa e que muito nos orgulha pelos resultados já alcançados e pelas vidas que foram transformadas a partir das ações realizadas até o momento”, afirmou o superintendente do Sebrae-CE, Joaquim Cartaxo. 

Fornecedores cearenses  

No ano de 2020, por exemplo, a CSP comprou produtos e serviços de 231 fornecedores cearenses, contemplando empresas locais que atuam em 33 segmentos, como informática, limpeza, locação de equipamentos, materiais administrativos, obra civil, tintas, transporte, logística e outros. 

Mais de 1000 pessoas já foram beneficiadas pelo Território Empreendedor em seis anos de atividades. São empreendedores, produtores rurais, potenciais empreendedores e lideranças, que receberam diversas ações, entre elas 1.300 horas de capacitações, em 21 turmas. 

Até hoje, já participaram do programa Território Empreendedor cerca de 350 empreendedores, produtores rurais, potenciais empreendedores e lideranças que moram em São Gonçalo do Amarante e em Caucaia. Desde 2014, foram realizadas mais de 1.300 horas de capacitações, em 21 turmas formadas.  

Benefícios permanentes 

No Pecém, em São Gonçalo do Amarante, o microempresário Ítalo Nayferson recebe, diariamente, carros da CSP e de outras empresas da região em seu lava-jato. Há cerca de um ano, ele se tornou fornecedor da siderúrgica. O ‘Garagem 421’, que antes funcionava em sua própria casa, virou empresa formalizada após o Ítalo participar de um ciclo anterior do Programa Território Empreendedor. 

Em Caraúbas, a proprietária do salão de beleza ‘Fama’, Fabiana Cipriano, conta como conseguiu realizar o sonho de empreender. “Eu tinha muitos clientes, mas não crescia. Eu agarrei a oportunidade de fazer o Território Empreendedor. O conhecimento transformou a minha vida. Hoje, já tenho o resultado do meu crescimento", relata Fabiana. 

Serviço 

3º ciclo do Território Empreendedor 

Diagnóstico Empresarial será a primeira etapa. 

Inscrições até 31 de março no link e tira-dúvidas: http://bit.ly/territorioCSP2021  

Preencha com atenção e cheque as informações. 

Para dúvidas extras: 0800.570.0800 (fone e Whatsapp)