Campanha Rede Ancar: Sem flores e com muito debate

dia da mulher
A campanha “Nós não vamos nos calar” nasce para promover incômodo, debate e reação social no Dia das Mulheres

A campanha “Nós não vamos nos calar” nasce para promover incômodo, debate e reação social no Dia das Mulheres

 

Dia 8 de março é a data que se celebra o Dia Internacional da Mulher. Esta comemoração já é realizada há mais de 100 anos e surgiu da necessidade de jogar luz ao tratamento e esquema de carga de trabalho que as mulheres tinham na época de 1910. 

Com o passar do tempo e a confirmação da data no calendário mundial, outros motivos foram se somando aos originais da causa feminina. Em 2021, após um ano do início da pandemia da Covid-19 que fez com que todos parassem para observar o entorno, o aumento significativo dos casos de violência doméstica contra a mulher tornou essa data ainda mais necessária.

 

Os números apresentados são alarmantes. Segundo publicação da Gênero e Número, as mulheres representam 67% das vítimas de violência física, somente no Distrito Federal esse número chegou a 75%. 

Em 2020, o feminicídio cresceu 22% e a violência doméstica chegou a impactar 82 mil mulheres somente no estado de Minas Gerais. De acordo com a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, a Central de Atendimento à Mulher, 180, chegou a ter um crescimento de 74,6% nos 12 meses passados. Com todas essas informações surgindo, a necessidade de criar medidas que coloquem um fim nessa dor social se torna ainda mais essencial.

 

“A mulher é a principal frequentadora dos nossos empreendimentos. Para nós, é fundamental que ela entenda que aqui ela pode se sentir segura e acolhida. Nosso objetivo com essa campanha é mostrar que a sociedade deve sim intervir em qualquer manifestação de violência, que só dessa maneira será possível combater esse mal crescente que vivemos”, comenta Diego Marcondes, head de Marketing da Ancar Ivanhoe.

 

Referência nacional

A campanha “Nós Não Vamos Nos Calar”, surgiu em parceria com a Binder e a ONG Themis, referência nacional no apoio judicial às mulheres. A ação começa no dia 8 de março no North Shopping Fortaleza, North Shopping Jóquei, North Shopping Maracanaú e Via Sul Shopping, shoppings da rede Ancar Ivanhoe no Ceará, com o objetivo de distribuir informação e auxílio para todas as mulheres nos quatro cantos do Brasil.