Porto de Fortaleza: movimento de cargas subiu 12% em 2020

mahyara
A engenheira, Mayhara Chaves, diretora-presidente da Companhia Docas do Ceará, vem apresentando uma gestão de resultados

A Companhia Docas do Ceará  (CDC) alcançou vários recordes em 2020. O Porto de Fortaleza  viu a movimentação de cargas subir 12%. 

Além disso, as receitas foram ampliadas em 13,49%, mesmo em um ano de pandemia do novo coronavírus. 

O Ebitda, que  contabiliza os lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização, saltou 254,35%. Os dados consolidam o planejamento estratégico para a companhia.

Desempenho

Trata-se de um indicador muito utilizado para avaliar empresas de capital aberto e importante para investidores de todos os níveis, pois ajuda a entender os balanços das empresas e auxilia a descobrir o potencial de geração de caixa.

Expectativa para 2021

Neste ano, uma das expectativas é a concessão do do primeiro Terminal Marítimo de Passageiros (TMP) da lista de concessões do Governo Federal, o que está localizado no Porto de Fortaleza. O andamento do processo aguarda um melhor cenário, diante da pandemia em curso.

A área total de 27.640 metros quadrados a ser concedida por um período de 25 anos e prorrogável até o limite de 70 anos, devendo o vencedor aportar o valor mínimo de R$ 1,6 milhão na atual estrutura do TMP e desembolsar parcelas mensais de R$ 54.435,28 para a Companhia Docas do Ceará (CDC).