Natura apoia a "Visão 2050" por um futuro mais sustentável

img1
Em parceria com mais de 40 empresas globais, o conselho para o desenvolvimento sustentável apresenta hoje o documento “Visão 2050: Hora de Transformar”

O Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (WBCSD, na sigla em inglês) apresenta sua “Visão 2050: Hora de Transformar”. 

A Natura foi uma das mais de 40 empresas globais apoiadoras da iniciativa. O documento tem o objetivo de reforçar a importância da transformação – em escala – e servir como um guia para a comunidade empresarial global criar um mundo no qual mais de 9 bilhões de pessoas possam viver bem em um planeta habitável com sociedades justas e fortes instituições públicas. 

A visão e os caminhos de transformação propostos estão alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e as metas do Acordo de Paris.

Atualização

A Visão 2050 foi originalmente lançada pelo WBCSD em 2010. Agora, após pouco mais de dez anos, o WBCSD e empresas associadas atualizaram esse trabalho para criar uma estrutura prática para impulsionar empresas a alcançar mudanças transformadoras em seu planejamento de sustentabilidade e estratégias de negócios. 

Para garantir a escala necessária de impacto global, o documento do WBCSD frisa a importância de trabalho em rede, em parceria com cientistas, governos, investidores, organizações não-governamentais e consumidores.

Transformação necessária

O Presidente e CEO do WBCSD, Peter Bakker, reforça a importância de transformação total dos negócios. "Não temos tempo a perder. A energia precisa ser descarbonizada, os resíduos precisam ser circulares e os alimentos precisam ser produzidos de forma sustentável e equitativa, além de fornecer dietas saudáveis". 

Bakker também lembra que uma das chaves do sucesso será uma mudança de mentalidade em relação ao capitalismo com criação de valor mais ampla, foco na construção de resiliência de longo prazo e abordagem regenerativa do planeta.

Resiliência

Para a vice-presidente de Marca, Inovação, Internacionalização e Sustentabilidade da Natura, Andrea Álvares, “a Visão 2050 do WBCSD fornece à comunidade empresarial um entendimento abrangente das ações necessárias para apoiar as transformações de que o mundo precisa. Será necessário coragem e resiliência de todos nós para tornar o documento uma realidade”, afirma Andrea Álvares, que é também membro do Comitê Executivo do WBCSD.

Alinhada aos grandes objetivos discutidos em organizações empresariais, nos últimos dez anos a Natura seguiu seu plano de ação “Visão 2020” em que constavam objetivos e metas para o desenvolvimento sustentável.

Em 2021, a empresa contabilizou seus avanços, como o cumprimento de mais de R$1 bilhão em volume de negócios direcionado à Amazônia, a equidade de gênero para alta liderança da empresa e a compensação total de carbono que ainda não pode ser evitado, entre outras 14 metas.

Para a próxima década, a marca passa também a seguir a Visão 2030 “Compromisso com a Vida”, do Grupo Natura &Co, ao lado das marcas-irmãs Avon, The Body Shop e Aesop. Entre os objetivos traçados, estão enfrentamento à crise climática, proteção da Amazônia, mudança da produção para alcançar maior circularidade e regeneração e garantia de igualdade e inclusão para toda a rede.