M. Dias Branco investe em política de diversidade e inclusão

mdiasbranco
Diretrizes formalizadas asseguram a proteção dos direitos humanos e valorização da diversidade e inclusão para colaboradores e parceiros

A M. Dias Branco lança a Política de Direitos Humanos, Diversidade e Inclusão, destinada a todos os seus colaboradores e stakeholders. O objetivo é incentivar a cadeia de valor na adoção de boas práticas.

“Um dos objetivos da Companhia é construir um ambiente baseado no respeito às diferenças e às individualidades. Isso significa assumir uma comunicação inclusiva e incentivar o posicionamento sempre que alguém estiver diante de uma situação discriminatória”, afirma Sissi Machado, gerente de Cultura e Clima Organizacional da M. Dias Branco.

A empresa

Fundada em 1953, a M. Dias Branco S.A. Indústria e Comércio de Alimentos é uma empresa do setor de alimentos com ações negociadas no segmento do Novo Mercado na B3. Sua história começou ainda na década de 40, quando o comerciante e imigrante português Manuel Dias Branco inaugurou a Padaria Imperial, em Fortaleza (CE), expandindo sua atuação para todo o Brasil.

Detentora de marcas líderes, sendo as principais Vitarella, Piraquê, Adria, Fortaleza, Richester e Isabela, a Companhia produz e comercializa biscoitos, massas, farinhas e farelo de trigo, margarinas e gorduras vegetais, snacks, bolos, mistura para bolos, cobertos de chocolates e torradas. 

Sediada em Eusébio (CE), é líder de mercado em biscoitos e massas no Brasil. Por meio da aquisição da Latinex, concluída em novembro de 2021, a Companhia passou a ser detentora também das marcas Fit Food, Smart, Taste& Co e Frontera, expandindo sua posição no mercado de healthyfood, com produtos como biscoitos de arroz, pasta de amendoim, chocolates, massas feitas de milho e temperos.

Empregos diretos

Suas operações geram mais de 16 mil empregos diretos em diferentes regiões, refletindo o seu compromisso com fatores importantes para o desenvolvimento econômico e social do país. É signatária do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) e desenvolve diversas iniciativas ligadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Atualmente, a M. Dias Branco possui 15 indústrias ou complexos industriais, sendo que sete deles possuem estruturas de moinho de trigo. Suas unidades possuem equipamentos de última geração, seguindo os mais rigorosos padrões de qualidade, operando com um modelo de integração vertical que permite a produção de suas mais importantes matérias-primas, a farinha de trigo e a gordura vegetal, utilizadas na fabricação dos demais produtos. 

A empresa conta com mais de 30 filiais comerciais estrategicamente instaladas em diferentes Estados do País, o que possibilita a presença de suas marcas em todo o território nacional, assim como em mais de 40 países em todos os continentes. 

As diretrizes

As diretrizes foram elaboradas, considerando os valores e estratégias da M. Dias Branco, fundamentados no respeito à dignidade e ao valor de cada pessoa.

Proibição do trabalho infantil e a proteção dos direitos das crianças e adolescentes em toda a cadeia de valor da Companhia;
Proibição de trabalho forçado e/ou análogo à escravidão;
Adoção de medidas disciplinares em casos de assédio e abuso;
Liberação de associação sindical, negociação coletiva e mecanismos para reclamação disponíveis aos colaboradores e partes interessadas;
Respeito às horas trabalhadas, aos salários e aos benefícios dos colaboradores e prestadores de serviço;
Garantia de local de trabalho seguro e saudável aos colaboradores e prestadores de serviço;
Inclusão e desenvolvimento de pessoas com deficiência;
Promoção da diversidade etária;
Promoção da equidade de gêneros;
Promoção da equidade racial;
Respeito aos direitos LGBTQIA+;
Respeito aos demais grupos minorizados;
Gestão de conflitos com comunidades tradicionais;
Estabelecimento de mecanismos para denúncias relacionadas a direitos humanos, diversidade e inclusão;
Transparência na prestação de contas relacionadas a denúncias;
Realização de campanhas e de ações educativas, com o objetivo de erradicar comportamentos não aceitáveis relacionados às questões inerentes à diversidade.

Identidade de gênero

A M. Dias Branco recomenda a utilização do nome social e pronomes em documentos internos e tratativas;
Utilização do nome social em todos os documentos de benefícios da Companhia;
Utilização do pronome correto (ele/ela), de acordo com a identidade de gênero;
Comunicação clara sobre permissão para utilização de banheiros, de acordo com o gênero que a pessoa se identifica, acompanhada de ações de sensibilização para os (as) empregados (as) e outros públicos envolvidos.
De acordo com Sissi, a formalização da Política de Direitos Humanos, Diversidade e Inclusão é um marco que a M. Dias Branco celebra. “As diretrizes que compõem a Política já fazem parte dos valores da Companhia, portanto, integram o nosso DNA. Fazer a inclusão, considerando a diversidade e o respeito aos direitos humanos, ressalta aos nossos colaboradores o valor individual que têm, ampliando o sentimento de pertencimento ao time”, finaliza a executiva.