Itaipava mantém liderança no NE; Ceará cresce14% no share

itaipava
No primeiro trimestre do ano a marca registrou uma participação de mercado de 16%, colocando-a como a primeira colocada no segmento mainstream

Em um mercado pra lá de disputado e, mesmo com um ano de muitos desafios como 2021, o Grupo Petrópolis tem muito a comemorar. Os números conquistados até o momento revelam que a empresa tem conseguido ampliar a sua participação de mercado em algumas regiões nordestinas, incluindo ter a marca Itaipava como a mais consumida pelos nordestinos.

Segundo um dos maiores institutos de pesquisa do país, durante o primeiro trimestre do ano a marca registrou uma participação de mercado de 16%, colocando-a como a primeira colocada no segmento mainstream.

Presença e participação

O Grupo Petrópolis está presente em quase todo o território nacional, por meio das suas oito fábricas e 184 centros de distribuição entre próprios e terceiros. O Nordeste representa um dos seus principais mercados, com duas fábricas: uma em Alagoinhas (BA), e a outra localizada em Itapissuma (PE).

Responsável pelo abastecimento no Estado da Bahia e Sergipe, a unidade fabril baiana tem capacidade produtiva de 6 milhões de hectolitros por ano e foi uma das responsáveis por incrementar o consumo de seus produtos no Nordeste. Atualmente, Itaipava possui 20,8% de share, assim como em Sergipe. Já Alagoas possui 19,4%, Pernambuco com 18,6%, enquanto o Ceará, com um dos melhores desempenhos, tem crescimento com mais de 14% de participação.

Importância

Não por acaso a empresa está atenta à região: “O Nordeste continua sendo de importância para a marca Itaipava, de modo que esses resultados são uma construção do trabalho em equipe. Além da aposta na produção, qualidade dos produtos e distribuição otimizada, a empresa vem investindo em marketing, por meio de campanhas específicas e do patrocínio de eventos que trazem benefícios para a região e fidelizam ainda mais o consumidor nordestino”, explica Eliana Cassandre, head de Marketing da Itaipava e do Grupo Petrópolis. E acrescenta: “Em um país com dimensão continental como o Brasil, investir em mercados regionais é uma opção estratégica. Focamos em ações de comunicação regionalizada que têm ampliado a relação do consumidor com as marcas.”

Eliana Cassandre fala que o sentimento da equipe é de agradecimento. “Entendemos que é um resultado importante, considerando o momento econômico. A presença significativa na região mostra, por um lado, a força da marca, de um produto pelo qual o consumidor tomou gosto e abraçou. Por outro, atesta o bom resultado das ações que fazemos com as redes de autosserviço e mercados, disponibilizando o produto e garantido a sua visibilidade”, conclui.

Produção

AMPLIAÇÃO - O Grupo Petrópolis inaugurou em 2019 novas linhas de refrigerantes nas unidades fabris de Alagoinhas e Itapissuma. O empreendimento fez parte do projeto de expansão das fábricas do Nordeste que receberam quatro novas linhas de produção cada (duas de cervejas e duas de não-alcóolicos). As linhas de refrigerantes têm capacidade de 20 mil garrafas/hora cada uma.