Inflação do aluguel acumula 31,15% em 12 meses

aluguel

E a inflação do aluguel continua a escalar. O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado como referência para o reajuste desses contratos, teve inflação de 2,98% na segunda prévia de março deste ano. A taxa ficou acima dos 2,29% observados na segunda prévia de fevereiro.

Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o IGP-M acumula taxa de 31,15% em 12 meses. O patamar segue a mesma tendência do IGP-DI, que está em 31,16%.

Enquanto isso, a previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA - a inflação oficial do País) deste ano está em alta e subiu de 3,98% para 4,60%. A inflação do aluguel é mais de cinco vezes esse patamar.

Portanto, está mantida a orientação a quem tem locação de imóvel para negociar o valor do aluguel. Normalmente, os proprietários têm interesse de manter o inquilino.
 

O que puxa

A alta do IGP-M de fevereiro para março foi puxada pelos preços no atacado, no varejo e na construção. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, subiu de 2,98% na prévia de fevereiro para 3,72% na prévia de março.

O Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, passou de 0,29% para 0,89% no período. Já o Índice Nacional do Custo da Construção subiu de 1% para 1,31%.