CE: setor têxtil contabiliza retomada e exporta 167% a mais

textil
Argentina e Colômbia foram os principais destinos para onde foram enviados tecidos produzidos no Estado do Ceará

Após um ano de queda na balança comercial, em 2020, o setor têxtil registra números positivos no comércio exterior em 2021. Houve aumento de 167,5% nas exportações e aumento de 68,9% nas importações, no acumulado até maio.

Foram exportados US$21 milhões e comprados US$45.8 milhões até maio de 2021, resultando em saldo negativo da balança comercial de US$24.7 milhões, montante 28% maior que o registrado no mesmo período de 2020.

As informações são do estudo Setorial em Comex, elaborado e divulgado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

Reação

A gerente do Centro Internacional de Negócios, Karina Frota, analisa os resultados. "O ano de 2020 foi um ano bem difícil para inserir têxtil cearense. 12 meses depois, o setor apresenta recuperação expressiva nas vendas internacionais. Argentina e Colômbia foram os maiores destinos dos tecidos do Ceará", destaca.

As vendas aconteceram para Argentina, Colômbia, Honduras, Paraguai e Equador. Já as importações, aconteceram da China, Índia, Equador, Indonésia e Taiwan. Os principais municípios vendedores são Pacajus, Maracanaú, Horizonte, Fortaleza e Jaguaruana. Em relação às compras, os municípios de Maracanaú, Fortaleza, Pacatuba, Caucaia e Jaguaruana são os principais.