Vale do Jaguaribe: infraestrutura de R$ 13,2 mi para negócios

polo
Instalado a 17 km do centro de Tabuleiro do Norte e às margens da BR-116, o polo está dividido em três fases. O empreendimento, que terá área total de 859 mil m²

Com investimento de R$ 13,2 milhões, o Governo do Ceará acaba de entregar a construção da 1ª etapa do Polo de Desenvolvimento Metalmecânico de Tabuleiro do Norte, que abrange uma área de 17,58 hectares e foi capitaneada pela Secretaria das Cidades (SCidades).

Agora, o Polo será coordenado pela Adece. O governador Camilo Santana entregou, nesta quinta-feira (2), a 1ª etapa do equipamento no município do Vale do Jaguaribe. 

“[1ª etapa] São quase 18 hectares para trazer desenvolvimento. Vamos fazer todo um esforço para trazer grandes empresas ao Ceará. Para gerar empregos e atrair investimentos. Esta Região é estratégica. Por aqui passa o desenvolvimento e agora com este Polo Metalmecânico vamos estimular o empreendedorismo com o que for preciso. Nós precisamos de emprego de qualidade, e este Polo representa isso”, garantiu Camilo Santana.

Potencial

Segundo o titular da Sedet, além da indústria metalmecânica, o Vale do Jaguaribe tem potencial para diversas atividades econômicas, como a agropecuária, fruticultura e a cultura do algodão, que foi retomada recentemente. “Eu fico muito feliz em voltar a essa região e encontrar um Ceará crescendo e se desenvolvendo em todos os municípios. Um futuro muito promissor. Infraestrutura do agronegócio já temos aqui implantada, e agora chegando mais outros investimentos, como a construção desse Polo que o governador entrega à região e ao município de Tabuleiro”, enfatizou Maia Júnior.

A implantação do Polo Metalmecânico, instalado a 17 km do centro de Tabuleiro do Norte e às margens da BR-116, está dividida em três fases. O empreendimento, que terá área total de 859 mil m² , vai oportunizar a atração e integração de indústrias, comércios e serviços, contribuindo para fomentar o desenvolvimento do setor e gerar mais empregos no estado.

Operação

Em formato multissetorial, o Polo vai oferecer um espaço dedicado às empresas e ao atendimento às demandas dos caminhoneiros, consolidando-se também como entreposto logístico. Além disso, a estrutura vai comportar, em uma próxima etapa, um terminal rodoviário regional, oportunizando melhor tráfego e segurança aos visitantes.