51.820 negociaram dívidas no serviço do Procon Fortaleza

img1
Atendimento no Procon foi concluído com bons índices de desconto nas negociações e tirou muita gente da negativação do crédito

O Mutirão virtual Zera Dívida, do Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza), encerrou nesta sexta-feira (03/12) com bons índices de desconto nas negociações. Muitas famílias conseguiram sair do pesadelo da inadimplência

Entre bancos, já houve registro de descontos de até 95% no valor da dívida, passando de R$ 13.989,02 para R$ 715, no pagamento à vista do débito. A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) e a Enel registram descontos de até 64% e 67%, respectivamente.

Zera Dívida

Foram 51.820 pessoas que conseguiram realizaram negociações no serviço do Procon Fortaleza, de forma virtual.

Bancos, operadoras de cartão de crédito, empresas de telecomunicações e colégios integram a lista do feirão.

Acesse o site do Procon

Entre os bancos que participam do feirão, houve registro de descontos de até 95% no valor da dívida. Um débito com o Banco Itaú, no valor de R$ 13.989,02, passou para R$ 715, com pagamento à vista. Neste caso, o consumidor não quis se identificar.

Em outra negociação, também com o Banco Itaú, a consumidora Amanda Sales, 29, que mora no bairro José Bonifácio, conseguiu um desconto de 89%. Ela já havia tentado por diversas vezes diretamente com o banco renegociar a dívida de cartão de crédito, que chegou a R$ 15 mil, aproximadamente. No Mutirão do Procon, Amanda viu seu débito cair para em torno de R$ 1.600, parcelado em 10 vezes, com o primeiro pagamento para a segunda quinzena de dezembro. "Era sempre um valor com muitos juros e o parcelamento que o banco me oferecia estava fora da minha condição", comentou a consumidora.

O Mutirão também registrou bons descontos entre as concessionárias Cagece e Enel. Um consumidor, que não quis se identificar, teve o débito reduzido de R$ 18.695,17 para 6.585,76, ou seja, 64% de desconto. Com a Enel, outro consumidor, que também preservou a identificação, conseguiu negociar uma dívida de R$ 28.187 para R$ 9.163,10, registrando um desconto de 67%.

Para a diretora do Procon Fortaleza, Eneylândia Rabelo, o incremento da primeira parcela do 13º salário pode ajudar muitos consumidores a limpar o nome. "Esse é um bom momento para renegociar e recuperar o crédito no mercado, atentando para não cair em uma nova situação de endividamento", alertou a diretora.

Eneylândia também recomenda cautela nesse período, tendo em vista que despesas com festas de fim de ano, material escolar e com impostos tributários já se aproximam. "Orientamos que o consumidor faça seus cálculos para saber se realmente poderá honrar com o pagamento da dívida a curto ou longo prazo, sem comprometer seu orçamento", recomendou.