AES Brasil é 14ª a firmar intenção de implantar H2V no Ceará

h2
A AES Brasil é uma subsidiária da AES Corporation, uma das maiores empresas de energia dos EUA, e foi representada na solenidade de assinatura do memorando de entendimento por seu vice-presidente Ítalo Freitas Foto: Divulgação

O governador do Ceará, Camilo Santana, assinou, nesta segunda-feira (13), o 14º memorando de entendimento para a implantação de uma planta do combustível limpo no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), em São Gonçalo do Amarante. O protocolo foi firmado com a AES Brasil, uma subsidiária da AES Corporation, que é uma das maiores empresas de energia dos Estados Unidos.

O acordo prevê o desenvolvimento de um projeto da cadeia produtiva do hidrogênio verde, incluindo a intenção de participação em pool de armazenamento de amônia e de utilidades a ser desenvolvido e implantado no futuro Hub.

Descarbonização

O vice-presidente da AES Brasil, Ítalo Freitas, que teve a oportunidade de visitar o Complexo do Pecém, avaliou o potencial do Ceará para contribuir com o movimento de descarbonização da economia. Segundo ele, o Ceará reúne as condições ideais para produzir hidrogênio a um custo competitivo.

Camilo destacou o empenho para transformar o Ceará em um Hub de produção e exportação de hidrogênio verde.

“O Estado do Ceará sai na frente com esse excelente projeto que é o Pecém e o Hub de hidrogênio verde que está sendo instalado lá. E AES, como tem o seu valor ajudar nossos clientes a se descarbonizar através de energias renováveis, também quer estar nessa indústria do futuro, que é a indústria do hidrogênio verde”, assegurou.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Ricardo Cavalcante, afirmou que esse compromisso representa mais empregos para os cearenses. “Os grandes players mundiais estão vindo para cá. Toda essa estrutura que está sendo desenvolvida está chamando a atenção do mundo e, graças a Deus, estamos aqui assinando esse 14° memorando. Fico feliz porque a geração de emprego que nós iremos ter no setor industrial será cada vez maior”, projetou.

Hidrogênio Verde

O hidrogênio verde (H2V) é produzido através de fontes renováveis e se apresenta como a alternativa mais limpa para diminuir a emissão de carbono e, com isso, garantir um futuro sustentável para o planeta.

Nesse sentido, o Hub de Hidrogênio Verde do Ceará, que deverá ser instalado no Complexo do Pecém, foi lançado em fevereiro deste ano em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC) e a Fiec. A ideia é buscar reduzir a emissão de poluentes com novos investimentos e ampliar as oportunidades de negócios e geração de empregos no Ceará, para assim impulsionar a economia do Estado.