Dilly ganha novo galpão industrial e projeta 3 mil empregos

img1
No espaço serão produzidos insumos que, atualmente, são adquiridos de outros estados do Brasil ou importados da China, tais como palmilhas, solados e entressolas injetados, componentes de borracha

Calçadista Dilly ganha novo galpão e amplia empregos em Brejo Santo, atingindo 3 mil colaboradores. Criada em 2014, a empresa atua no município e tem uma filial no Rio Grande do Sul.

O sócio-diretor da empresa, Fabiano Dilly, comentou que este projeto teve início ainda em 2012, quando o Governo do Ceará convidou o grupo para instalar uma unidade no Estado através de uma política de incentivo fiscal.

Insumos

No espaço serão produzidos insumos que, atualmente, são adquiridos de outros estados do Brasil ou importados da China, tais como palmilhas, solados e entressolas injetados, componentes de borracha e toda a linha de aviamentos têxteis que fazem parte do produto final. A projeção é aumentar em 30% a capacidade produtiva. Atualmente, já são produzidos 3,5 milhões de pares.

Gislaine Landim, prefeita do município, ressaltou a importância de um município do porte de Brejo Santo ter uma fábrica como a Dilly empregando e gerando renda. “Hoje temos essa fábrica que é a salvação dessa região. Aqui geram-se 2.400 empregos e no nosso município é injetado todos os meses mais de R$ 3 milhões, isso é significativo e o nosso município ganhou muito com essa luta”, disse.

O governador autorizou ainda a construção da terceira etapa do galpão industrial, que ampliará em mais mil empregos, e o projeto de duplicação de uma das principais avenidas da cidade, assim como a construção de um sistema de abastecimento de água em comunidades do município, beneficiando mais de 2.600 famílias.