Imóveis de elevado padrão registram até 119% de valorização

hrh
Líder em propriedade de férias premium no Brasil, a VCI SA registra alto crescimento após três anos do lançamento do Residence Club at the Hard Rock Hotel

Mesmo em meio a pandemia, o mercado imobiliário dá sinais de aquecimento. Segundo dados da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), os lançamentos imobiliários cresceram 39% e as vendas de imóveis avançaram 21% no primeiro trimestre de 2021, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Em relação ao Ceará, de acordo com levantamento do Sinduscon, houve em 2020 um crescimento de 11% do Valor Geral de Vendas (VGV) das casas de Alto Padrão no comparativo com 2019.

A procura por imóveis da categoria é um reflexo da maior rentabilidade do investimento que coloca o mercado de luxo imobiliário entre os mais seguros e menos voláteis do momento.

Hard Rock Hotel

Um exemplo de valorização nesse nicho é o Residence Club at the Hard Rock Hotel Fortaleza, primeiro hotel da rede Hard Rock no Brasil, comercializado no inovador modelo da multipropriedade.

Em 2018, uma fração imobiliária da categoria Deluxe Room Master custava R$37.900 e, hoje, quase três anos após o lançamento,  a mesma fração não sai por menos de R$82.900, uma hipervalorização de 119%. “O mercado imobiliário de alto padrão é visto como um investimento seguro, principalmente pela garantia de liquidez que oferece. Mesmo em meio ao contexto da pandemia, nossos índices de vendas continuaram crescendo mês a mês”, explica Ademar Brumatti, CCO da VCI SA, companhia responsável pelos hotéis da rede americana no Brasil.


Além de Fortaleza, a incorporadora também está à frente dos empreendimentos de São Paulo, Jericoacoara, Campos do Jordão, Recife, Natal, Foz do Iguaçu e Ilha do Sol, no Paraná. Em Ilha do Sol, na divisa com o Estado de São Paulo, o hotel será erguido em uma pequena ilha paradisíaca, banhada pelos rios Paranapanema e Tibagi, com acesso restrito aos proprietários do resort. O clima de exclusividade também fez elevar os preços das frações imobiliárias: em 2019, a cota de entrada custava R$46 mil. Hoje, a mesma fração custa R$ 73.900, uma valorização de mais de 60% em 24 meses.


No caso dos empreendimentos geridos pela VCI SA, além da aliança com marcas premium internacionais, o que garante a contínua valorização do empreendimento, a incorporadora também credita esta valorização dos investimentos à crescente alta demanda por exclusividade e conforto dos clientes, que cada vez mais fogem dos destinos clássicos e saturados e optam por locais elitizados com diferenciais de arquitetura e meio ambiente.  ”Ao comprar uma fração no Hard Rock Hotel, o cliente tira férias com serviços de hotelaria de alto padrão, com o lifestyle e a exclusividade que ele busca. Enquanto isso, o valor do patrimônio cresce mais do que a média do mercado imobiliário com a alta demanda do hotel, que é impulsionada por uma marca global de alta atratividade", explica Brumatti.

Fração imobiliária

Hoje, milhares de pessoas em todo o mundo compram frações imobiliárias. No Brasil, o segmento como um todo cresceu 48,12% no mesmo período de 3 anos, o que totalizou R $24,1 bilhões em Valor Geral de Vendas em 2020. Ao adquirir uma fração de um dos hotéis da rede Hard Rock, o cliente VCI passa a ser dono de 1/26 do imóvel, com escritura e matrícula, e usufrui de todo o conforto e qualidade de um empreendimento de alto nível,  investindo muito menos que o necessário na compra de um imóvel tradicional.

Como proprietário, pode desfrutar de duas semanas por ano do imóvel com serviço de hotelaria cinco estrelas, pode alugar através do pool do hotel para outros hóspedes, ou trocar a sua semana em um determinado ano por hospedagens em outros 4.300 destinos no mundo. “O que entregamos ao mercado é uma oportunidade de experiência única de férias com a solidez de um investimento imobiliário. Por isso temos esta acentuada curva de valorização”, finaliza o CCO.