Fortaleza Airport: controle de fronteira é automatizado

img1
Com segurança, velocidade, conveniência e confiabilidade, sistema voltado a atender brasileiros apoia serviço de agentes de imigração

Em tempos de pandemia, todas as medidas que minimizem o contato entre pessoas e a necessidade de manuseio de objetos alheios se torna uma boa notícia. O turista brasileiro que embarca ou desembarca no Fortaleza Airport conta, agora, com um serviço de controle de passaportes automatizado.

O sistema e-gate torna o processo de entrada e saída do país mais ágil para os cidadãos brasileiros acima de 18 anos. Sem a necessidade de passar pelo guichê da Polícia Federal, o passageiro entra em uma fila específica para utilizar o equipamento. No total, são sete máquinas, três na área de embarque internacional e quatro no desembarque internacional.

Como funciona

No equipamento, o passageiro aproxima o chip do passaporte sobre o leitor, com a face da página fotográfica brilhante para baixo, e segura firmemente por 5 a 10 segundos. O portão abre, a pessoa entra e se posiciona com os pés sobre a marcação. Uma câmera de reconhecimento facial realiza a leitura do rosto e libera a segunda porta para o passageiro seguir à sala de embarque internacional. 

O sistema cruza as informações do documento e foto com o sistema da Polícia Federal. Em caso de incoerência no cadastro, o passageiro é orientado, por uma mensagem que aparece na tela, a procurar um agente de imigração em um dos guichês de atendimento.

Brasileiros

Vale ressaltar que este procedimento serve apenas para passaportes brasileiros válidos, emitidos pela Polícia Federal.

O sistema foi instalado pelas empresas SITA e Dormakaba, contratadas pela Fraport Brasil, concessionária que administra o Fortaleza Airport, para tornar a passagem pelo controle de fronteira mais rápida e eficiente.

A Fraport Brasil – Fortaleza é uma empresa brasileira, subsidiária da Fraport AG Frankfurt Airport Services Worldwide.