Fecomércio-CE e entidades do turismo se unem para recuperar setor

turismo
O presidente do Sistema Fecomércio-CE, Luiz Gastão Bittencourt, conclamou a todos por união para a reconstrução do turismo, diante das perdas trazidas pela pandemia

O turismo, grande vocação cearense, se articula para a retomada sustentável. O presidente do Sistema Fecomércio-CE, Luiz Gastão Bittencourt, participou de reunião do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Fecomércio-CE (Cetur), ocasião em que fez a defesa de urgência em traçar estratégias em prol da recuperação da atividade. 

O encontro online foi com a Câmara Setorial de Turismo e Eventos (CSTE), nesta quarta-feira (16/6). Foi apresentada a iniciativa "Vai Turismo – Rumo ao Futuro", encampada pelo Cetur e Confederação Nacional do Comércio (CNC). A ideia é buscar soluções e promover mudanças que impulsionem o segmento, em meio a uma grande mobilização.

A iniciativa terá a participação de todos os agentes envolvidos no turismo e eventos em âmbito nacional. O encontro foi conduzido pela presidente do Cetur-CE, Circe Jane Teles, e por Anya Ribeiro, presidente da Câmara Setorial.

Perdas 

Com uma participação de 8% na economia nacional, o turismo foi um dos setores que mais sofreu no período agudo da pandemia de Covid19. Desde março de 2020, o setor já contabiliza a perda de R$ 355,2 bilhões em receita. No Ceará, o prejuízo é de R$ 7,8 bilhões e o setor registra retração de 50% no Estado, em números relativos maior que a de São Paulo (Veja matéria no link no fim do texto).

Reconstrução

“Primeiro eu gostaria de agradecer a acolhida que estou recebendo neste encontro, é muito gratificante retornar ao meu Estado do coração e contar com o apoio dessa cadeia tão importante, podendo participar de momentos como este. Estamos atravessando um período de constante aprendizado com a pandemia e precisamos ter um olhar criterioso voltado para minimizar seus impactos nos mais diversos segmentos. Sem dúvidas, o turismo não poderia ficar de fora, e isso nos exige união e bastante força para essa reconstrução”, defendeu. 

Segundo Gastão, a Fecomércio no Ceará sempre foi sinônimo de ação. Com a interligação de câmaras, para ele, haverá muitas ideias e pensamentos criativos. “Queremos ser os braços operacionais, contar com o time do Sebrae aqui representado na pessoa do superintendente, Joaquim Cartaxo, e colocar essas iniciativas em realidade, trazer uma resposta imediata e colocar a inteira disposição o Sistema Fecomércio, a casa dos empresários do Ceará”, ressaltou. 

Engajamento

Na ocasião, Márcia Alves, assessora do Conselho Empresarial de Turismo (Cetur/CNC), realizou a apresentação do Projeto Vai Turismo – Rumo ao Futuro. Idealizado pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), o projeto visa engajar, numa agenda única, propostas para convergir num plano integrado e participativo nos estados e em âmbito nacional, resultando em desenvolvimento, visibilidade e impulso no setor de turismo e suas vertentes. Ao fim, em 2022, essas propostas de políticas públicas serão entregues aos candidatos ao Poder Executivo e Legislativo nas próximas eleições.

Empregos

O setor turístico fechou mais de 35 mil estabelecimentos com vínculos empregatícios só em 2020. O saldo negativo representa a maior perda anual desde 2016, quando o Brasil ainda sofria os efeitos da recessão, e representa um recuo de 13,9% em relação ao total em 2019. O turismo brasileiro ainda opera atualmente bem abaixo da sua capacidade, com apenas 48% da possibilidade mensal de geração de receitas.

Leia também:  https://is.gd/dbP7GQ