Especialista aponta erros comuns no fechamento contábil

img1
Observar obrigações fiscais e conciliar o regime tributário à dinâmica de caixa da empresa são dois pontos que merecem atenção e o descuido pode deixar o negócio no vermelho

Que um mais um é dois ninguém tem dúvidas. Essa mesma segurança deve existir também na hora de fechar as contas da empresa. Ter controle nas finanças e no patrimônio é fundamental para o futuro e sobrevivência de qualquer empreendimento.

O contador e consultor financeiro, Marcos Sá, destaca a importância da área contábil para as empresas e deve ser encarada de forma estratégica. “A contabilidade deve estar focada em subsidiar o gestor e o empresário na tomada de decisões sobre planejamento tributário, financeiro, societário, sucessório, precificação, entre outras frentes”, explica.

Em dia

Estar em dia com as obrigações tributárias é um ponto principal para evitar erros que possam levar a multas ou se tornar uma bola de neve  de dívidas junto aos órgãos públicos. Esse descuido pode acarretar até o comprometimento legal de funcionamento. Marcos Sá destaca ainda as obrigações acessórias ao Fisco, que nada mais são do que declarações mensais, trimestrais e anuais, onde constam informações sobre a empresa. 

“Esses documentos informam ao Governo informações da empresa como, receita efetivada, os impostos apurados, além da parte trabalhista, como folha de pagamento e os encargos gerados sobre os salários pagos”, pontua o especialista.

Fluxo de capital  

Identificar o lucro é o resultado de uma série de esforços e investimentos direcionados ao negócio. Para isso, ficar atento ao fluxo merece atenção e cuidado no preenchimento dos formulários fiscais é outra tarefa para evitar erros na hora de fechar a contabilidade, alerta o consultor financeiro Marcos. 

“Ferramentas customizadas pode ser uma saída a depender do negócio, pois elas vão ajudar a demonstrar o valor real do serviço executado e o retorno para o caixa. Assim, é possível identificar os principais aspectos do negócios que são geradores de lucro”, finaliza.