CE gera 16,5 mil empregos com carteira assinada em agosto

carteira
O Ceará ficou em 3º lugar do Nordeste. A liderança ficou com a Bahia (17.882) e, em segundo, veio Pernambuco, com 17.211 empregos gerados

O Ceará registra um saldo positivo de empregos em agosto com a criação de 16.507 vagas. No ano até agosto foram criados 61.930 no Estado e 106.918 nos últimos 12 meses.

O Ceará ficou em 3º lugar do Nordeste. A liderança ficou com a Bahia (17.882) e, em segundo, veio Pernambuco, com 17.211 empregos gerados.

Brasil

No País, foram gerados 372.265 empregos com carteira assinada em agosto. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quarta-feira (29) pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

Em agosto foram contratadas 1.810.434 trabalhadores e demitidos 1.438.169. O resultado é o melhor desde fevereiro deste ano, quando foram abertas 397.537 vagas formais. Em agosto de 2020 foram criados 242.543 empregos com carteira assinada.

A comparação dos números com anos anteriores a 2020, segundo analistas, não é mais adequada porque o governo mudou a metodologia no início do ano passado, portanto, geraria distorções.

No Nordeste, em agosto o saldo de empregos foi de 82.878. A região acumula no ano 303.975 e em 12 meses 524.267.