Turismo ganha fôlego e as viagens em família são prioridade

piscina
De acordo com o estudo encomendado pelo Aibnb, 84% dos entrevistados planejam a primeira viagem pós-pandemia para se reconectar com a família próxima e outros parentes Foto: Regina Carvalho

Após meses de turbulência provocada pela Covid-19, o setor de turismo começa a respirar e ver horizontes mais tranquilos para os próximos meses. De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o turismo deve ter um crescimento de 18,8% no volume de receitas em 2021.

Esse número provoca otimismo para empresas do setor neste dia Dia Mundial do Turismo, comemorado nesta segunda-feira (27), já que 75% do setor projetam crescimento ou estabilidade econômica nos próximos meses, segundo a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA). 

Preferências

Pesquisa da Ipsos, encomendada pelo Airbnb, revela as novas preferências dos turistas pós-pandemia. De acordo com o estudo, 84% dos entrevistados planejam a primeira viagem pós-pandemia para se reconectar com a família próxima e outros parentes. 

Passeios em ambientes junto a natureza estão entre os preferidos, pois permitem manter o distanciamento social para conter a disseminação da Covid-19.

Diversão familiar

Além disso, 55% afirmam que se sentem muito ligados  ao seu núcleo familiar, apesar da distância física, o que só reforça a ansiedade pelo reencontro. E 82% dizem ter preferência por viagens de carro, para perto de casa. No Airbnb, no segundo trimestre de 2021, as reservas no Brasil já superaram os níveis pré-pandemia, com predominância de viagens para destinos a até 500 km dos centros urbanos, perto da natureza, para combinar descanso em família e trabalho ou estudo remoto.

Com viagens curtas em foco, 75% dos entrevistados dizem ainda que o meio ambiente e a sustentabilidade são aspectos importantes ao considerar acomodações e destinos. No Airbnb, cidades menores, no Interior ou litoral, têm se destacado na preferência dos hóspedes, como os municípios com até 50 mil habitantes.

Se sentir em casa

O estudo da IPSOS mostrou também que grande parte dos entrevistados busca locais com um toque especial, que os faça sentir em casa. Todas essas mudanças nos padrões de comportamento dos viajantes influenciam diretamente o que eles esperam de uma estadia. Em 2021, entre as comodidades mais buscadas no Airbnb, estão wifi, cozinha equipada, acomodações pet friendly, estacionamento gratuito e ar condicionado.

Higienização e Saúde

Aspectos de limpeza ganharam uma relevância ainda maior para os hóspedes, e estabelecer novos padrões de higienização é fundamental. O Airbnb foi pioneiro no setor de compartilhamento de acomodações nesse sentido, desenvolvendo o Protocolo Avançado de Higienização em 5 etapas, com orientação de autoridades sanitárias e especialistas internacionais, como o CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças), nos EUA, referência nos esforços de combate à COVID-19. O Protocolo, disponível desde junho de 2020, inclui especificações sobre como higienizar todos os cômodos de uma casa, um selo para as acomodações e é solicitado a todos os anfitriões. 

A plataforma também proibiu, em agosto de 2020, festas e eventos em acomodações, para evitar aglomerações e contribuir para estadias responsáveis. E possui orientações e boas práticas também para hóspedes, disponíveis no site e com as quais eles devem se comprometer no momento da reserva. As recomendações incluem uso de máscaras e prática de distanciamento social por anfitriões e hóspedes ao interagirem.

Além disso, lançou, em abril de 2021, o Canal de Apoio ao Vizinho, uma ferramenta para auxiliar as autoridades e comunidades locais e facilitar a comunicação de eventuais incidentes em reservas nas proximidades.