Dia do Chocolate: delícias, benefícios e um mercado gigante

img1
O nome científico do cacau quer dizer "elixir dos deuses". Segundo uma lenda Maia, foram os deuses quem deram o chocolate à humanidade. Portanto, a ideia é consumir com moderação e se deliciar

Não é Páscoa, mas é o Dia do Chocolate, que transcorre nesta quarta-feira (7/7). Este alimento tão amado, feito à base de cacau, é servido em diferentes formas, mas é quase uma unanimidade. Gira também um mercado pujante que cresceu ainda mais com a pandemia. 

Os domicílios brasileiros estão consumindo mais chocolate e com maior frequência, segundo a Kantar e Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (abicabi). A receita do segmento chocolates em 2020 foi de R$ 11 bilhões, aumento de 2,4% ante 2019.

Benefícios

A árvore de cacau foi descoberta em florestas das Américas. Os primeiros consumidores do cacau foram os Maias, no formato de bebidas, mas depois caiu no gosto.

Exageros à parte, estudos mostram que o consumo do produto amargo melhora o fluxo arterial e faz bem à saúde cardiovascular por diminuir a tendência de coagulação das plaquetas e de obstrução dos vasos sanguíneos.

Além disso, ajuda a diminuir os níveis de LDL (colesterol ruim). O chocolate tem efeitos benéficos para o coração.

Dos deuses

O nome científico do cacau quer dizer "elixir dos deuses". Segundo uma lenda Maia, foram os deuses quem deram o chocolate à humanidade. Portanto, a ideia é consumir com moderação e se deliciar.