Feriado do Dia da Criança terá lojas abertas; CDL prevê crescimento

loja
A projeção de consumo para o Dia da Criança deste ano reforça a tendência de uma recuperação gradual do varejo. O consumidor está cauteloso e deverá gastar R$ 200,00 em média 

O feriado do Dia da Criança (12/10) será de lojas abertas nos shoppings e nos corredores de compras. No Centro de Fortaleza e demais lojas de rua, o varejo também está liberado para funcionar, mas devem abrir sobretudo segmentos com maior expectativa de retorno nas vendas da data sazonal.

Projeção positiva

Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL de Fortaleza), Assis Cavalcante, a expectativa é de crescimento nas vendas, mas prefere não apostar em percentual. 

A favor do retorno positivo para o varejo na data contam, segundo o representantes dos lojistas da Capital cearense, o crescimento do PIB no Ceará - acima da média do País - e também o Programa Mais Emprego do governo estadual, que paga 50% de um salário mínimo vigente, para cada novo vínculo de empregatício gerado no Estado.

Impulso da vacinação

Além disso, com o avanço do ritmo da vacinação, acrescenta Assis Cavalcante, as pessoas estão mais confiantes para sair às ruas e ir ao comércio.

Dentre os produtos mais procurados na data, conforme ele, estão itens de tecnologia, como tablets e celulares, além de vestuário e brinquedos. Para os shoppings, em especial, é um momento de diversão, em que as famílias aproveitam e movimentam também as praças de alimentação, gerando faturamento.

Em relação às perspectivas para o fim do ano, o empresário observa que novembro e dezembro deverão depender também da repercussão da inflação, que se encontra em ritmo acelerado. Contudo, "há sempre uma expectativa positiva", acrescenta.

72% irão às compras no País

No País, a projeção de consumo para o Dia da Criança deste ano reforça a tendência de uma recuperação gradual do varejo. Levantamento aponta que 72% dos brasileiros devem ir às compras para a data e o comércio movimente aproximadamente R$ 10,93 bilhões. A pesquisa foi realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em todas as capitais do País.

Cautela com gastos

Mas, se por um lado, a alta intenção de presentear anima o mercado varejista, por outro, a expectativa de gasto do consumidor mostra cautela. Dentre os que vão comprar presentes, mais de um terço (36%) pretende gastar o mesmo valor que no ano passado e 31% têm a intenção de gastar menos. Já 23% pretendem gastar mais do que no Dia da Criança de 2020. 

Em média, os consumidores pretendem comprar 2,19 presentes (número que aumenta entre as mulheres). No total, o consumidor deve desembolsar R$ 200 com os presentes (ticket médio). 

Lista de compras

De acordo com os consumidores entrevistados, os presentes mais procurados são: bonecas/bonecos (41%), roupas e/ou calçados (35%), jogos de tabuleiro/educativos (32%) e avião/carrinho de brinquedo (20%). 

Pelo segundo ano consecutivo da pesquisa, a internet será o principal local de compras (37%), seguida pelo shopping center (33%) e lojas de rua/bairro (23%). Entre os que realizarão as compras pela internet, 79% devem utilizar os sites, 70% os aplicativos e 20% o Instagram. 

Comércio no Ceará

O volume de vendas do comércio varejista no Estado do Ceará avançou 2,0% em agosto, na comparação com o mês anterior (-1,0%). No ano, o varejo cearense acumula alta de 0,6% e nos últimos 12 meses, crescimento de 1,8%, conforme a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), do IBGE.