13º salário e vencimentos vão girar mais de R$ 3 bi no Ceará

dinheiro
No Estado, a primeira parcela do 13º beneficia 130 mil servidores ativos e inativos e, no município, 33.398 servidores e 17.268 aposentados e pensionistas Fpoto: Freepik

O fechamento do primeiro semestre do ano será com a injeção de recursos que devem animar a economia cearense, especialmente o comércio.

 Serão pelo menos R$ 2,5 bilhões do Estado, mais R$ 505,8 milhões da Prefeitura de Fortaleza com a primeira parcela do 13º salário e dos vencimentos mensais do funcionalismo. No total, perfazem mais de R$ 3 bilhões.

No Estado

O anúncio pelo Estado ocorreu na manhã desta terça-feira (1º), em transmissão do governador Camilo Santana nas redes sociais, que vai antecipar para 21 de junho o pagamento da primeira parcela do 13° salário dos cerca de 130 mil servidores públicos estaduais, incluindo ativos, inativos e pensionistas. Também participaram do anúncio a vice-governadora, Izolda Cela, e a secretária da Fazenda, Fernanda Pacobahyba.

Desembolsos

“É um esforço para movimentar mais a economia do Estado, injetar dinheiro no comércio. No dia 21 de junho, praticamente R$ 500 milhões, e no final do mês mais R$ 1 bilhão da folha do Estado. Ou seja, nesse prazo de 30 dias serão R$ 2,5 bilhões injetados na economia do Ceará ”, garantiu Camilo Santana, enfatizando que R$ 1 bilhão já foi creditado pelo Estado na folha de pagamento referente ao mês de maio.

A antecipação do pagamento do 13° representa R$ 500 milhões a mais circulando na economia, além do R$ 1 bilhão de pagamento da folha salarial de cada mês. Para a vice-governadora, essa medida mostra o olhar empático e responsável do poder executivo estadual diante dos desafios da pandemia da Covid-19, e está alinhada às ações desenvolvidas para toda a população, como ampliação de leitos na rede estadual de saúde. “Essa antecipação da parcela do 13° é mais um esforço para que nós possamos garantir conforto maior para as pessoas que têm, uma parte importante das famílias, suas rendas alteradas por conta das necessárias contenções”, frisou Izolda Cela.

Equilíbrio fiscal

A titular da Sefaz-CE destacou que, assim como foi feito em 2020, a antecipação só é possível porque o Governo do Ceará está comprometido em manter o equilíbrio fiscal, sem perder de vista a importância do investimento público para desenvolver ações que aqueçam a economia frente aos efeitos da crise gerada pela pandemia.

“A gente tem mantido essa liderança nos investimentos também. Essa injeção de dinheiro nos investimentos públicos, na folha de pagamento, mantendo a sustentabilidade fiscal do Estado, realizando novas obras que vão impactar a vida das pessoas, cria um ambiente transformador”, afirmou Fernanda Pacobahyba.

Ainda de acordo com a secretária, a pasta está em permanente diálogo com o setor produtivo para contribuir com estratégias de desenvolvimento para o Ceará. “Secretaria da Fazenda tem ladeado esse setor produtivo. Tem estado atenta às demandas desse setor. Essa sinergia positiva gera essa ambiência que hoje é o Estado do Ceará, um exemplo nacional”.

Na Prefeitura

O pagamento da primeira parcela do 13º salário dos servidores municipais de Fortaleza será efetuado no dia 21 de junho. Servidores ativos, inativos e pensionistas vão receber 40% do valor total do 13º salário. Serão R$ 102 milhões que serão injetados na economia da Capital cearense.

Serão beneficiados 33.398 servidores e 17.268 aposentados e pensionistas. Somando a folha de pagamento de maio, paga em 1º de junho, e a de junho, paga em 1º de julho, ambas estimadas em R$ 252,9 milhões, a prefeitura injetará mais de R$ 600 milhões na economia local, em apenas 30 dias.