17 mil mulheres terão crédito de até R$ 3 mil

img1
Governo do Ceará e Prefeitura de Fortaleza investem R$ 55 milhões no empreendedorismo feminino através do programa Nossas Guerreiras

O Governo do Ceará e a Prefeitura de Fortaleza lançaram o programa de crédito orientado Nossas Guerreiras. Apresentaram a iniciativa o governador Camilo Santana, e o prefeito de Fortaleza, José Sarto, que será coordenada pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico. Serão disponibilizados R$ 55 milhões em crédito orientado para beneficiar até 17 mil mulheres fortalezenses.

“Um investimento de R$ 55 milhões em crédito, com o objetivo de capacitar as mulheres, aquela que tenha seu pequeno negócio e que queira ampliar, ou as que queiram abrir um salão de beleza no seu bairro, ou uma mercearia, um carrinho de lanches, um crédito sem taxas de juros, com até 30 meses de carência. É um dinheiro que vai girar e beneficiar outras mulheres”, explicou o governador.

Parceria

A parceria com  investimento total de R$ 55 milhões, sendo R$ 50 milhões do tesouro do Estado e R$ 5 milhões do Município, o projeto será enviado para apreciação na Câmara Municipal. 

Para empreender

A ideia é garantir crédito orientado para compra de equipamentos, materiais e insumos, desde que os produtos estejam relacionados ao negócio. As beneficiadas terão carência de seis meses e poderão efetuar o pagamento em até 30 meses sem juros.

O programa faz parte do plano de retomada econômica da Capital e vai fornecer crédito orientado de até R$ 3 mil para aproximadamente 17 mil mulheres de baixa renda, maiores de 18 anos, prioritariamente chefes de família e que desejem empreender”, celebrou o prefeito de Fortaleza.

Como participar

Para participar do Nossas Guerreiras é necessário ser hipossuficiente em renda e não ter sido beneficiada com recursos em edições de programas ou projetos similares da Prefeitura. Além disso, o empreendimento deve estar localizado em Fortaleza, preferencialmente, em bairros de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-b).

Inscrições

A inscrição será realizada de forma virtual, por meio de plataforma da Prefeitura. Para auxiliar as mulheres que não têm acesso à internet, haverá, ainda, pontos de apoio presencial, espalhados nos territórios, para auxiliar na inscrição, análise de documentos e viabilidade do negócio. As beneficiárias do Programa receberão capacitação online, com carga horária de 8h/aula, voltada para elaboração de uma proposta de negócio e desenvolvimento de liderança.  Nesta etapa serão capacitadas até 30 mil mulheres.