Argentina e Cia. Docas: acordo para melhor entrada de trigo

argentina
A diretora-presidente da CDC, Mayhara Chaves, assinou um Memorando de Entendimento juntamente com o embaixador da Argentina, Daniel Scioli

Memorando de Entendimento visa envidar esforços para ofertar melhores condições às empresas argentinas interessadas em movimentar cargas por meio da Companhia Docas do Ceará.

A medida é novo passo para a Companhia Docas, líder na movimentação de trigo no País, ganhar ainda mais competitividade.

Acordo

O prazo de vigência é de dois anos, a partir da assinatura, podendo ser prorrogado por igual período, mediante termo aditivo em comum acordo entre as partes.

“Estamos à disposição para poder negociar também e muito contente com a assinatura deste memorando. E que venham muitos frutos”, sinalizou Mayhara Chaves.

Cerimônia

Em restrita cerimônia no Palácio da Abolição, a diretora-presidente da CDC, Mayhara Chaves, assinou um Memorando de Entendimento juntamente com o embaixador da Argentina, Daniel Scioli; com o chefe da Seção Econômica e Comercial daquele país, Rodrigo Bardoneschi; e com o cônsul-adjunto em Recife, Patrício Kingsland. Também participou do ato, Rômulo Alexandre Soares, da Câmara Brasil Argentina no Ceará.

Segundo país

O embaixador da Argentina, Daniel Scioli, destacou que o Porto de Fortaleza é o segundo no País em que firma esse importante documento. O outro porto foi o Terminal de Contêineres do Porto de Suape, em Pernambuco. No início deste mês, a diretora-presidente da CDC recebeu no Porto de Fortaleza a comitiva da Embaixada da Argentina, liderada pelo chefe da Seção Econômica e Comercial daquele país, Rodrigo Bardoneschi, também presente na cerimônia desta manhã. Todos foram unânimes em reconhecer a eficiência na prancha média por dia (8 mil toneladas de trigo) neste porto localizado no Mucuripe.