Cesta básica em Fortaleza disparou 16,46% em 12 meses

cesta
O valor da cesta básica de fevereiro em Fortaleza é o mais caro do Nordeste. O preço de produtos básicos alimentícios na Capital cearense é de R$ 609,60 Foto: Freepik

As variações semestral e anual da Cesta Básica em Fortaleza mostram o que o consumidor tem enfrentado nas mínimas compras. Respectivamente, verifica-se altas de 10,39% e 16,46%.

A alimentação básica em fevereiro de 2022 (R$ 609,60) ficou novamente mais cara que em agosto de 2021 (R$ 552,24) e mais cara do que em fevereiro de 2021 (R$ 523,46),

Altas persistem

Em fevereiro deste ano, o conjunto dos 12 produtos que compõem a cesta básica de Fortaleza registrou uma inflação de 0,37%.

A alta nos preços de oito dos 12 produtos da cesta básica fez com que um trabalhador, para adquirir os produtos, respeitadas as quantidades definidas para a composição da cesta, tivesse que desembolsar R$ 609,60. Considerando o valor e, tomando como base o salário mínimo vigente no país de R$ 1.212,00. O gasto com alimentação de uma família padrão (2 adultos e 2 crianças) foi de R$ 1.828,80.

Novos aumentos

Pelos dados da Tabela abaixo, percebe-se que a inflação nos preços da cesta básica foi influenciada pela alta de oito produtos da cesta, dentre eles, destacam-se: a banana (7,33%), o feijão (5,65%) e a farinha (5,36%). Outros quatro produtos registraram uma baixa no preço, dentre eles, destacam-se: tomate (-9,50%), o leite (-0,98%) e o óleo (-0,86%).

Liderança incômoda

Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o valor da cesta básica de fevereiro em Fortaleza é o mais caro do Nordeste. O preço de produtos básicos alimentícios na Capital cearense é de R$ 609,60. Os menores valores médios do Nordeste foram registrados em Aracaju (R$ 516,82), Recife (R$ 549,20) e João Pessoa (R$ 549,33).