Financiamento de imóveis com recursos da poupança salta 185% no Ceará

img1
Os financiamentos imobiliários com recursos das cadernetas do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) atingiram R$ 17,47 bilhões em maio de 2021, maior volume nominal mensal registrado em um mês de maio na série histórica iniciada em 1994

No Ceará, o crescimento dos financiamentos com recursos da poupança foi de 185% nos primeiros cinco meses deste ano, atingindo R$ 1,336 bilhão, comparado aos R$ 468,4 milhões de igual período de 2020. No acumulado do ano, foram 6.557 imóveis financiados até maio, contra 2.065, nos primeiros cinco meses do ano passado.

Considerando apenas o mês de maio de 2021, o aumento nos financiamentos da casa própria no Estado saltou 143%, registrando  R$ 303 milhões, ante R$ 124,3 milhões, em igual mês de 2020. As unidades habitacionais atingiram 1.462, ante 635, em maio do ano passado.

No País

Em todo o Brasil o desempenho também é positivo e os financiamentos imobiliários com recursos das cadernetas do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) atingiram R$ 17,47 bilhões em maio de 2021, maior volume nominal mensal registrado em um mês de maio na série histórica iniciada em 1994.

O montante superou em 4,6% o registrado em abril e, comparado a maio do ano passado (R$ 7,13 bilhões), foi 144,9% maior. Nos primeiros cinco meses de 2021, o montante financiado somou R$ 77,38 bilhões, alta de 127% em relação a igual período do ano passado. Em 12 meses, entre junho de 2020 e maio de 2021, o volume de recursos financiado somou R$ 167,28 bilhões, alta de 96,5% em relação ao período anterior.

Por unidades

Foram financiados em maio de 2021 no País, nas modalidades de aquisição e construção, 73,2 mil imóveis, resultado 4,3% maior que o de abril. Comparado a maio de 2020, observou-se alta de 194,6%. Entre janeiro e maio de 2021 foram financiados, com recursos da poupança SBPE, 331,8 mil imóveis, 160,1% mais do que em igual período de 2020.

Em 12 meses, entre junho de 2020 e maio de 2021, foram financiados com recursos da poupança SBPE 630,98 mil imóveis, resultado 98% superior ao do período precedente (318,61 mil unidades).

Captação Líquida

Após desempenho positivo em abril (R$2,04 bilhões), a captação líquida da poupança SBPE voltou para o campo negativo em maio (-R$ 1,18 bilhão). Desconsiderando o ano passado, quando a poupança apresentou recordes de captação, historicamente o mês maio não apresenta desempenho expressivo.

Uma análise da série histórica iniciada em 1995 mostra que em aproximadamente metade dos meses de maio a poupança apresentou resultado negativo.

A captação líquida negativa foi compensada pelo crédito de rendimentos, elevando em 0,05% o saldo da poupança SBPE, que registrou volume de R$ 782,5 bilhões. Em relação a maio do ano passado, observou-se crescimento de 9%.