Ceará lidera exportação de camarão; crescimento de 61%

camarao
Segundo a APCC, somente de janeiro a julho de 2021, foram produzidas 4.732 toneladas, com renda de US$ 42,46 milhões e crescimento de 61% desse valor em relação ao mesmo período de 2020

O Ceará é o primeiro no ranking de volume e valor das exportações de camarão por Estado, segundo dados da Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC).

Somente de janeiro a julho de 2021, foram produzidas 4.732 toneladas, com renda de US$ 42,46 milhões e crescimento de 61% desse valor em relação ao mesmo período de 2020. 

Produção

Atualmente, o Ceará conta com 53 municípios divididos em cinco macrorregiões com produção de camarão em água doce e salgada contando com aproximadamente 1.300 produtores ligados à Associação dos Produtores de Camarão do Ceará (APCC). O potencial de mercado e qualidade dos cultivos possibilitam a vasta comercialização do produto no mercado local, demais Estados do Brasil e exterior.

Capacidade

Segundo Luiz Paulo Sampaio, presidente da APCC, os números atuais refletem a capacidade do Ceará, “Atualmente temos uma série de fatores que contribuem para o sucesso dos cultivos de camarão no Estado e que possibilitam a oferta de um alimento fresco e de qualidade para atendimento aos mercados atacadista, indústrias de processamento, supermercados, bares e restaurantes, um dos nossos principais diferenciais”, destaca.

A proposta da nova Associação junto aos produtores tem o objetivo de agregar novos associados, amparar e defender os interesses dos produtores, valorizar a produção de camarão, incentivar o consumo e contribuir com a geração de emprego e renda. Os resultados esperados visam organizar a cadeia produtiva do camarão cultivado, popularizar o consumo de camarão em todas as regiões do Estado e ofertar aos consumidores um produto seguro e com garantia de origem.

Serviço

Conheça mais sobre a APCC:

Redes Sociais: https://www.instagram.com/apcc_camarao/