Boavista promove conciliação integrada ao Pix

img1
Solução certifica pagamento pela operadora de vendas realizadas e confirmadas

Lançado em novembro de 2020, o Pix é um novo meio de pagamento criado pelo Banco Central em que os recursos são transferidos entre contas em poucos segundos, a qualquer hora ou dia, mesmo em finais de semana e feriados. O Pix pode ser realizado a partir de uma conta corrente, conta poupança ou conta de pagamento pré-paga. De acordo com o Banco Central, um total de 106 milhões de chaves Pix foram cadastradas até o final do ano, 3 milhões delas para empresas.

Enxergando o potencial do Pix para o varejo, a Boavista Tecnologia, empresa especialista em conciliação de meios de pagamento, desenvolveu uma solução para tornar possível a conciliação bancária quando a venda for realizada por esse meio de pagamento.

Cartões

Nas vendas realizadas por cartão de crédito, a solução que a Boavista Tecnologia oferece para os varejistas, o e-Extrato Card, recebe as informações de venda do cliente por meio da integração com o sistema de gestão que ele utiliza e, em um segundo momento, confronta essas informações às fornecidas pelas operadoras dos cartões. Por fim, os extratos bancários são conferidos para certificar-se de que as vendas realizadas e confirmadas pela empresa de fato foram pagas pela operadora.

No caso dos pagamentos recebidos por Pix, o caminho é mais curto e a operadora sai de cena.  O valor é creditado diretamente na conta recebedora em um intervalo de 10 segundos, necessitando conciliação apenas dos dados do sistema de gestão do cliente com os extratos do banco, que é efetuada pela Boavista Tecnologia para que seu cliente tenha certeza do recebimento dos pagamentos.

"O fato do pagamento feito por Pix ser instantâneo gera fluxo de caixa, capacidade de crédito e capacidade de compra melhores para o varejista. Isso torna mais vantajoso para as empresas", afirma Luciano Oliveira, Diretor de Tecnologia da Boavista. "Além disso, pela abertura que o advento do Pix trouxe ao mercado, o que se espera é que as taxas cobradas por transações feitas por Pix tenham valores mais baixos, especialmente em comparação com as que são cobradas por operadoras de cartão de crédito", reforça Oliveira.