Carlos Queirós assume presidência da Biomátika

biomatika
Carlos Queirós assume o cargo com  a intenção de ampliar a participação de mercado e o portfólio de produtos, com lançamentos voltados para linhas de cosméticos inovadores, sustentáveis e com inspiração nos bioativos brasileiros, como a Moringa 

A indústria química cearense Biomátika, que agora integra o Grupo Pague Menos, passa a ser presidida por Carlos Queirós. O executivo tem mais de 20 anos de experiência no varejo farmacêutico, com forte background nas áreas de expansão e novos negócios.

Formado em Administração pela Universidade Paulista e curso de extensão universitária em Management and Business Track, pela Universidade de Berkeley, nos EUA. Carlos assumiu a função no último dia 1º.

Olho na expansão de share

“Assumo a presidência da Biomátika com o compromisso de ampliar a participação de mercado e o portfólio de produtos, com lançamentos voltados para linhas de cosméticos inovadores, sustentáveis e com inspiração nos bioativos brasileiros”, afirma Carlos Queirós.

A Biomátika é uma empresa brasileira do setor cosmético, instalada no centro do município do Eusébio (CE). A empresa conta com um moderno Centro de Pesquisa e Desenvolvimento – P&D, e laboratórios de Controle de Qualidade.

A empresa gera 80 empregos diretos, dos quais 20 já foram novas contratações da nova gestão como um dos primeiros passos visando um audacioso plano de expansão. Possui capacidade de processar 150 toneladas mês, distribuídas em 6 linhas de produção, com mais de 170 SKU’s em seu portfólio.

Profissionalização

A Biomátika reforça seu processo de profissionalização, com a chegada do novo CEO e dois novos Diretores, Fábio Andrade (CMO) e Saulo Magalhães (CFO/COO), ambos com experiência em multinacionais e grandes companhias nacionais. Com o compromisso na evolução da governança, foi estruturado o Conselho de Administração, com presença de Membro Independente, e a criação dos Comitês Estratégico, Inovação e Financeiro além da contratação de Auditoria Externa e independente.

Ativos naturais

Está no DNA da companhia desde a sua fundação, em 2006, o conceito de utilizar ativos naturais de forma sustentável. O nome Biomátika faz referência aos seis biomas brasileiros, que inspiram seus produtos, levando cosméticos inovadores e de alta qualidade, respeitando a natureza, como preceito básico. Seu último lançamento, Moringa Brasil (@moringabrasiloficial), reforça o conceito de um produto diferenciado, com bioativo produzido na caatinga brasileira (Moringa Oleifera), 100% vegano, livre de parabenos, não testado em animais e com a rastreabilidade do campo ao consumidor final.