Assaí reitera compromisso com valorização da diversidade

img1
A atacadista firmou parceria com a plataforma TransEmpregos, que reafirma o objetivo de contribuir para o desenvolvimento profissional de pessoas trans, criando mais condições para a candidatura e a inserção desses profissionais na companhia  

No Mês do Orgulho LGBT, o Assaí Atacadista, uma das maiores empresas do varejo nacional, enfatiza a importância da inclusão e pluralidade de colaboradores. Como parte da celebração, o Assaí aderiu recentemente ao Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+ e firmou parceria com a plataforma TransEmpregos, que reafirma o objetivo de contribuir para o desenvolvimento profissional de pessoas trans, criando mais condições para a candidatura e a inserção desses profissionais na companhia.  

Oportunidade

Esse canal representa mais uma opção para que pessoas trans possam enviar currículos e participar dos processos seletivos da empresa, que agrega hoje mais de 50 mil colaboradores e colaboradoras em todo o Brasil. 

Com nove unidades no Ceará, o acolhimento e a empatia com todos os profissionais já eram práticas usuais no Assaí, como é o caso da Manu Alves, 29, operadora de loja da unidade Parangaba, em Fortaleza. Mulher trans, Manu iniciou sua carreira no Assaí em outubro de 2020.  

Inclusão

“Quando entrei na empresa, eu tinha acabado de começar com os hormônios. Ainda estava com o cabelo curto e o nome de batismo nos documentos, e, apesar disso, a moça do RH foi super receptiva, ela prontamente perguntou qual nome eu preferia ser chamada. No dia que decidi mudar o banheiro para o usar o feminino, falei com o RH. Eles mudaram na hora. Recebi o crachá com meu nome social, uniforme feminino, chave do armário e do banheiro feminino. No momento eu fiquei tão emocionada que chorei no meio da empresa. A partir do momento que eu falei pra minha chefe que era trans, ela falou com todo mundo e, mesmo quando me chamavam no microfone, foi sempre ‘a colaboradora Manu’. Todos me tratam no feminino no Assaí”, comenta Manu.

Acolhimento  

A colaboradora complementa “eu sempre vou muito maquiada para o trabalho, porque eu gosto e é minha terapia, mostra que eu sou mulher. Muitas vezes sou parada no meio da rua por outras pessoas LGBT impressionadas pela empresa contratar trans. Eu sempre passo o site do Assaí para elas se candidatarem também. Para uma trans é complicado conseguir emprego, sabe? A gente sabe que preconceito sempre existiu e existe até hoje. E pra mim foi uma surpresa muito grande, porque o Assaí me acolheu de uma forma que eu nunca imaginei que uma empresa faria”, relata.

A Manu, assim como muitos outros e muitas outras colaboradoras do Assaí, é um exemplo de que a oportunidade e o respeito mudam a vida das pessoas profissionalmente.  

“Essas iniciativas reforçam o compromisso perene do Assaí em fortalecer a inclusão, o respeito e a valorização da diversidade que está presente na nossa gente, em nossos clientes e na sociedade. Tenho certeza de que estamos no caminho certo para contribuirmos ainda mais para uma sociedade que respeite a todas e todos”, afirma Sandra Vicari, Diretora de Gestão de Gente e Sustentabilidade do Assaí.