Amstel triplica vendas no Nordeste e quer 3º lugar em 2022

amstel
Para sua expansão, a marca conta com o Centro de Distribuição em Pacatuba (CE), de onde é realizado o envio para a maioria dos estados do Nordeste

Em um comparativo entre o primeiro semestre de 2021 com todo o ano passado, a Amstel triplicou o volume de cerveja vendido nos estados nordestinos.

Seguindo com boas perspectivas, atualmente, a marca ocupa a quinta posição no segmento mainstream no Nordeste e pretende, até o próximo ano, estar entre as três primeiras na preferência deste consumidor.

A Amstel é acerveja puro malte do Grupo Heineken Brasil, iniciou a sua distribuição no Nordeste do País e já está presente em todos os estados da região, oferecendo aos consumidores uma cerveja que possui receita europeia e conta com ingredientes selecionados.

CD em Pacatuba

Para sua expansão, a marca conta com o centro de distribuição em Pacatuba (CE), de onde é realizado o envio para a maioria dos estados do Nordeste. Amstel já oferece o seu portfólio completo, com latas de 269 ml, 350 ml e 473 ml e garrafa de 600 ml, disponíveis nas principais redes de supermercados, restaurantes e aplicativos de delivery.

“Sabemos que puro malte é um ponto fundamental para o consumidor que gosta de cerveja. Nossa receita leva somente água, lúpulo e malte, sem cereais não maltados. E temos como diferencial a nossa origem na capital holandesa, uma referência de liberdade de expressão, de estilos e de pensamento”, explica Vanessa Brandão, diretora de marcas mainstream do Grupo Heineken Brasil.

Estratégia

Para a marca ficar ainda mais conhecida no Nordeste, Amstel adotou como uma de suas estratégias o patrocínio ao Big Brother Brasil, que terminou a sua 21ª edição em maio e foi um grande sucesso de audiência. O objetivo foi reforçar suas credenciais de cerveja puro malte para o grande público impactado pelo programa da TV Globo. 

Ao longo dos 100 dias de BBB, foram mais de 163 milhões de brasileiros de olho em tudo o que aconteceu na casa e em Amstel, com média de 40 milhões de pessoas por exibição. Com isso, a marca apresentou para todo o Nordeste as credenciais de sua origem na cidade de Amsterdã e os seus valores sobre liberdade, diversidade, tolerância e autenticidade.

A companhia, que já possui marcas fortes e consolidadas na região, tem observado um crescimento contínuo do mercado premium e mainstream puro malte. Este último tem mostrado um aumento superior a 200% desde 2018. O incremento do segmento de latas em território nacional também reforça o interesse do público em conhecer mais opções de cervejas diferentes, como a Amstel, que, além de ser puro malte, tem 150 anos de tradição.

Sobre Amstel e Heineken

Com mais de 150 anos de história, Amstel nasceu em Amsterdã, capital da Holanda.  Criada por Jonkheer Charles de Pesters e Johannes Van Marwijk Kooy, a cerveja puro malte de sabor leve foi inspirada pelo Rio Amstel, que passa pela cidade. Já o Grupo Heineken chegou ao Brasil em maio de 2010, após a aquisição da divisão de cerveja do Grupo FEMSA e, em 2017, adquiriu a Brasil Kirin Holding S.A. ("Brasil Kirin"), tornando-se o segundo player no mercado brasileiro de cervejas.

O Grupo gera mais de 13 mil empregos e tem 15 unidades produtivas no País, sendo 12 cervejarias, localizadas em Pacatuba (CE) Alagoinhas (BA), Alexânia (GO), Araraquara (SP), Benevides (PA), Caxias (MA), Igarassu (PE), Igrejinha (RS), Itu (SP), Jacareí (SP), Ponta Grossa (PR) e Recife (PE); duas microcervejarias em Campos do Jordão (SP) e Blumenau (SC); e uma unidade de concentrados para refrigerantes em Manaus (AM).

No Brasil, o portfólio de cervejas do Grupo Heineken é composto por Heineken, Sol, Amstel, Kaiser, Bavaria, Eisenbahn, Baden Baden, Devassa, Schin, Glacial, No Grau e Kirin Ichiban. O portfólio de não alcoólicos inclui Água Schin, Schin Tônica, Skinka e os refrigerantes Itubaína, Viva Schin e FYs. Com sede em São Paulo, a companhia é uma subsidiária da Heineken NV, a maior cervejaria da Europa.