Hub de gás: BP conhece instalações do Porto do Pecém e ZPE

img1
Durante a construção do novo empreendimento no Pecém serão gerados cerca de 5 mil empregos

Duas semanas após assinatura do Memorando de Entendimento (MoU) com o Governo do Ceará, executivos da empresa britânica de energia BP vieram ao Ceará para as primeiras reuniões técnicas da instalação de um Hub de gás natural no Complexo do Pecém.

O Hub de gás natural no Porto do Pecém terá capacidade para abastecer 10 milhões de residências. Durante a construção do empreendimento serão gerados cerca de 5 mil empregos. “Não temos medido esforços para atrair novos investimentos para nosso estado e, com isso, gerar mais oportunidades aos cearenses”, ressaltou Camilo Santana.

Além da vice-presidente sênior, Federica Berra, e do presidente da BP no Brasil, Mario Lindenhayn, sete executivos da empresa britânica conheceram, na manhã desta quinta-feira (03), as instalações do Complexo do Pecém e Zona de Processamento de Exportação (ZPE).

Compromissos

O secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Maia Júnior, abriu a reunião em que participaram o vice-presidente de operações do Complexo, Cornelis Hulst, os diretores Duna Uribe e Fábio Abreu, e o presidente da ZPE Ceará, Eduardo Neves.

Maia Júnior reiterou que o Governo do Ceará irá cumprir os compromissos assumidos no Memorando de Entendimento, celebrado com a BP no último dia 17 de janeiro. “É um projeto de muita importância e iremos fazer a nossa parte do processo, que são os investimentos necessários para atendê-los”, disse o titular da Sedet.

Memorando Assinado

O Memorando de Entendimento (MoU) entre o Governo do Ceará e a bp foi assinado no último dia 17 de janeiro de 2022. O MoU estabelece que Governo e empresa atuem em cooperação com o objetivo de explorar oportunidades para a potencial implantação de um HUB de gás natural no Porto do Pecém. 

A solenidade foi realizada na sede da Vice-Governadoria, em Fortaleza, onde a vice-governadora Izolda Cela, representou o governador Camilo Santana. Na ocasião, o presidente da bp no Brasil, Mario Lindenhayn, a vice-presidente sênior da instituição, Federica Berra, e demais colaboradores da empresa participaram remotamente da solenidade.

Sobre a BP

O grupo é líder no setor de energia e está presente em 70 países. Em fevereiro de 2020, a bp anunciou a sua ambição de ser neutra em carbono em 2050, ou antes, e de ajudar o mundo a atingir a mesma marca.

A companhia está no Brasil há mais de 50 anos e atua nos segmentos de exploração e produção de petróleo e gás natural, distribuição de combustíveis de aviação pela Air bp, lubrificantes por meio da Castrol, comercialização de energia com a bp Comercializadora de Energia, além de atuar via joint-ventures em biocombustíveis e bioenergia (bp Bunge Bioenergia), tancagem e logística de combustíveis (Opla), energia solar (Lightsource bp), geração termoelétrica (GNA) e distribuição de combustíveis marítimo (NFX).