Manutenção em térmica da EDP no Pecém gera 690 empregos

edp2
A EDP UTE Pecém, usina que gera o equivalente a 45% da energia elétrica consumida em todo o Ceará, está realizando uma intervenção planejada para manutenção

Em um período em que os despachos de geração térmica são paralisados parcialmente, a EDP UTE Pecém programa manutenção da unidade geradora 02, que ocorrerá até o dia 15 de fevereiro. A intervenção requer investimentos de R$ 16,8 milhões, sendo R$ 10 milhões para compra de materiais e equipamentos e os outros R$ 6,8 milhões para pagamento de mão de obra. A iniciativa gera cerca de 690 empregos em 21 empresas fornecedoras, em áreas que vão desde limpeza industrial até serviços especializados de manutenção.

Seguro energético

As térmicas funcionam como uma espécie de seguro energético e operam para suprir a necessidade de geração no período em que os reservatórios das hidrelétricas estão baixos. No caso da UTE Pecém, a geração equivale a 45% da energia elétrica consumida em todo o Ceará. Durante o período de parada, a Usina suspende a geração e o fornecimento de energia para o Sistema Interligado Nacional (SIN) após um planejamento prévio, mediante autorização do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), de modo a evitar prejuízos ao consumidor.

Segundo o responsável por manutenção da planta, James Cambuhy, as manutenções são realizadas todos os anos para prevenir desgastes de materiais, realizar correções e aumentar a eficiência da unidade. “Essa manutenção na unidade geradora 2 deve aumentar ainda mais a confiabilidade para fornecermos energia segura para a população”, explica.