O Boticário lidera outra vez as top 10 franquias brasileiras

botica
Em 2019, o número de franqueados de O Boticário no Brasil subiu de 3.724 para 3.806, em comparação ao ano anterior, mostrando a força da rede de saúde, beleza e bem-estar Foto: Regina Carvalho

O Boticário se mantém na liderança entre as top 10 franquias brasileiras em 2019, com um crescimento de 2% em unidades na comparação com 2018, que subiu de 3.724 para 3.806. O ranking 2020, com os números de 2019, é da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

No 2º lugar, o McDonald’s reassumiu a posição. Com alta no volume de unidades abertas em 2019 frente ao ano anterior, a rede de fast food ampliou de 2.289 para 2.459 suas operações. O mais representativo individualmente dos segmentos do franchising nacional, Alimentação conta com quatro franquias entre as
Top 10.

Em 3º lugar está a rede AM/PM, com um total de 2.377 unidades, a 4ª posição foi mantida pela Cacau Show, com 2.322 operações, e na 5ª colocação também se manteve a Subway, com 1.864 unidades.

Informática

Ingressando na lista das dez maiores franquias no Brasil, a Acqio (Comunicação, Informática e Eletrônicos) avançou do 15º para o 6º lugar, saltando de 1.114 para 1.703 unidades. A alta demanda por soluções de meios de pagamento eletrônicos, aliada à praticidade e segurança no uso das “maquininhas” por lojistas e consumidores, além do menor investimento inicial para abrir a franquia, foram algumas das principais razões para essa expansão.

O 7º lugar ficou com a marca Lubrax+ (Serviços Automotivos), que voltou a figurar na lista das 50 Maiores e totalizou 1.643 unidades. A rede Kumon (Serviços Educacionais) vem a seguir, na 8ª posição, com 1.563 operações. Outra representante do segmento de Serviços Automotivos, a Jet Oil ficou em 9º lugar, com 1.491 unidades e, fechando as Top 10, a rede CVC (Hotelaria e Turismo), com 1.414 pontos de venda.

Maturidade

Pelo quarto ano consecutivo, a ABF traz o levantamento das 50 maiores do setor no Brasil por número de unidades em operação. A edição 2020 do estudo revela avanços e mais maturidade das redes. De acordo com o estudo, o volume de unidades das Top 50 aumentou 9% no último ano, dois pontos percentuais a mais do que em 2018, quando foi de 7%. O número mínimo para figurar entre as Top 50 do franchising brasileiro subiu 7%, de 301 para 321 operações.

Também aumentou o número médio de unidades por marca, que passou de 861 em 2018 para 897 no ano passado. Dentre as maiores de 2019, o número de redes com mais de mil unidades se manteve em 17, como em 2018, ante 14 no ano anterior. Das marcas participantes, 45 são de origem brasileira.